A Vida de Um Profeta do Senhor Seria Diferente nos Dias de Hoje?

principio e fim

Hoje em dia vejo profetas sendo exaltados e me pergunto: Será que o mundo está melhor do que nos tempos de Israel que precederam a primeira vinda do Senhor?

Será que as pessoas acreditam mais em Deus do que naquela época?

Se no mundo de hoje a maioria das pessoas conhecem Deus apenas de ouvir falar como poderiam discernir o que vem dEle e o que não vem?

Queria mostrar a vocês aqui que os profetas do Senhor nunca foram bem recebidos pela liderança da época, bem vistos pelo seu povo, pelo contrário, muitos tiveram uma vida de sofrimento e rejeição e alguns tiveram um terrível fim na mão de seu próprio povo.

Não vi nenhum deles ser exaltado e se assim o fizessem tenho certeza que eles repreenderiam, pois conhecendo a Deus como eles conheciam não permitiriam tal engano por parte das pessoas.

Sei que nunca foram recebidos de tapete vermelho ou músicos, pelo contrário, foram decapitados, serrados ao meio (segundo a tradição rabínica o profeta Isaías foi colocado dentro de um tronco e serrado ao meio), apedrejados, jogados em poços para morrer, açoitados, crucificados, rejeitados, passando tanto sofrimento quanto necessário para entregar a mensagem que lhe foi confiada com a fidelidade necessária, sem omissões ou covardia.

6″Assim, pegaram Jeremias e o jogaram na cisterna de Malquias, filho do rei, a qual ficava no pátio da guarda. Baixaram Jeremias por meio de cordas para dentro da cisterna. Não havia água na cisterna, mas somente lama; e Jeremias afundou na lama.” Jeremias 38:6

“Pelo que, esta geração será considerada responsável pelo sangue de todos os profetas, derramado desde o princípio do mundo: desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu lhes digo, esta geração será considerada responsável por tudo isso.” Lucas 11:50,51

“O rei ficou aflito, mas, por causa dos juramento e dos convidados, ordenou que lhe fosse dado o que ela pedia e mandou decapitar João na prisão. Sua cabeça foi levada num prato e entregue à jovem, que a levou à sua mãe.”  Mateus 14:9-11

“Elias teve medo e fugiu para salvar a vida. Em Berseba de Judá ele deixou o seu servo e entrou no deserto, caminhando um dia. Chegou a um pé de giesta, sentou-se debaixo dele e orou, pedindo a morte. “Já tive o bastante, Senhor. Tira a minha vida; não sou melhor do que os meus antepassados. ” 1 Reis 19:3,4

O Destino dos profetas devia ser bem conhecido em Israel, por isso vemos a reação de Jonas ao ser chamado pelo Senhor para assumir a tarefa:

“A palavra do Senhor veio a Jonas, filho de Amitai com esta ordem: “Vá depressa à grande cidade de Nínive e pregue contra ela, porque a sua maldade subiu até a minha presença”. Mas Jonas fugiu da presença do Senhor, dirigindo-se para Társis. Desceu à cidade de Jope, onde encontrou um navio que se destinava àquele porto. Depois de pagar a passagem, embarcou para Társis, para fugir do Senhor.” Jonas 1:1-3

Eu imagino a pressão que era sobre aqueles homens, ao ponto de um dos maiores profetas pedir para morrer, como fez Elias.

Mas eu posso compreender os sentimentos que rodeavam as suas mentes, pois não deve ser fácil para um ser humano ser rejeitado pelos seus ao levar uma Palavra de correção que os livraria de um juízo vindouro, que os que recebiam não conseguiam compreender, mas ele sim que havia vivido aquele juízo em suas visões;

Estar diante de líderes ovacionados pelos seus liderados, enquanto o Senhor revelava a iniquidade que eles praticavam longe dos olhos daqueles;

Levar uma Palavra do Senhor no domingo em seus templos e no final de semana seguinte o líder daquele lugar falar para os seus liderados que não era bem assim como foi falado por ele e ouvir do Senhor que não pregasse mais naquele lugar, pois eles não eram dignos de você, por não receberem a mensagem que foi pregada;

Saber antecipadamente quando os que amavam partiriam e por conhecer e amar ao seu Deus não se sentir no direito de questioná-lo;

Pregar no deserto, como João Batista, passando por toda sorte de insultos e ameaças, mesmo sabendo que poucos ouviriam a mensagem e se arrependeriam;

Ver o Juízo e consequentemente o sofrimento que viria sobre a Terra e nada poder fazer, pois nenhum deles foi recebido em sua época pela dureza do coração daqueles;

Viver fisicamente na Terra enquanto seu espírito estava conectado no Céu, tendo uma relação de comunhão com o Criador maior do que com que os que viviam ao seu redor;

Olhar para os que amava com o desejo de tê-los ao seu lado ao mesmo tempo em que seu espírito desejava ser recolhido para estar ao lado do seu Senhor onde encontraria um descanso;

Saber da responsabilidade em transmitir a mensagem daquele que o enviou ao mesmo tempo que a cada Palavra que entregava o fazia parecer diferente, o que consequentemente afastava a muitos.

Vejo tudo isso e me pergunto:

Porque tantos que se dizem profetas hoje em dia têm uma vida completamente diferente do que os verdadeiros profetas tiveram?

Porque vejo tantos profetas da prosperidade, onde os verdadeiros homens que entregaram a mensagem que lhes foi confiada padeceram tanto por isso, sendo rejeitado por praticamente todos da sua época?

Temos que ficar atentos a todas essas coisas, pois o nosso Reino não é desse mundo e como diz as Sagradas Escrituras:

 Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno.” 1 João 5:19

E se essas pessoas estão sendo ovacionadas e reconhecidas devemos vigiar para não cairmos mais uma vez no engano!

Ontem eu tive um sonho…

mar revolto

Gostaria de compartilhar com os leitores do blog um sonho que tive entre a noite de ontem e a madrugada de hoje!

Foi algo muito real, muito forte, que de certa forma parece com algo que o Senhor me mostrou em uma visão em novembro de 2013, que publiquei na nossa página no Facebook, só que com mais detalhes, desta vez eu vi e vivi todas as coisas que irei relatar:

O sonho começa com pessoas distraídas às margens de um rio enquanto outros se afogam sem que elas deem a menor importância a isso, o interessante de tudo é que eram pessoas que confessaram Jesus como Salvador que estavam na margem desse rio e mesmo assim não se importavam com as que estavam se afogando, pelo contrário, alguns ainda empurravam para o fundo aqueles, como se fosse algo sem nenhuma importância para eles…

Instintivamente eu pulava nas águas daquele rio, que eram muito turbulentas e aumentavam de volume com as chuvas torrenciais que caiam ao ponto de quase tocarem uma ponte que cruzava aquele rio…

Quase no momento em que as correntezas me arrastavam até debaixo daquela ponte eu conseguia erguer um dos que estavam se afogando…

Em seguida ouvi uma voz que dizia que meteoros cairiam sobre a terra, mas não era para temer, pelo contrário, confiasse que estaríamos seguros…

Depois disso me vi com toda a minha família e muitas outras pessoas no meio do oceano, justamente no lugar onde cairiam os asteroides…

O mar estava muito agitado, mas nenhum dos que estavam lá afundava, inclusive minha filha de oito anos e meu filho de dois anos…

Olhei para o céu e vi quando um grande asteroide, em chamas, vinha do céu fazendo um grande barulho e passava sobre nós, seguido de mais dois menores…

Nesse instante ouvi novamente uma voz que disse: “Fique onde você está, não se mova nem para esquerda, nem para direita, para frente ou para trás…”

Imediatamente após a queda daqueles asteroides no mar uma grande onda se formava próximo a nós, ao mesmo tempo que via caindo do céu muitos pássaros negros, ainda em chamas e mortos…

Essa enorme onda nos erguia a uma altura imensa e como a voz me ordenara eu ficava exatamente onde estava, sem tentar lutar contra as águas…

Depois de um tempo sendo levado por aquelas águas, elas começavam a baixar e passei a ver grandes edifícios que estavam cobertos por elas e quando as águas baixavam completamente pude perceber muitas pessoas sem vida, muitos corpos mutilados, porém uma quantidade imensa de pessoas que não haviam sido atingidas, feridas ou machucadas por aquelas águas…

Perguntava a uma delas onde eu estava, pois não reconhecia o lugar e ela me respondia que eu estava na parte sul daquele lugar, porém ao entrar naquelas águas eu havia entrado do lado norte, logo aquelas águas haviam varrido aquele lugar de norte a sul…

Não sei qual o lugar, pois não entendi o nome por ser em outro idioma…

Acordei muito impactado com o que vi, pois foi tudo muito real, os sons estrondosos daqueles meteoros, daquelas águas, as pessoas mortas e tudo mais…

Sei que o Senhor tem algo a nos revelar neste sonho, por isso estou compartilhando com todos vocês…

Fiquem na Paz do Senhor Jesus Cristo!!!