Os 14 anos do Sonho do Faraó no Egito, uma sombra dos últimos 14 anos de Daniel 12!

Esse post é parte 5 de 9 na série Profecias Para os Últimos Dias!

Jesus HomemAmados, tenho falado muito dos últimos dias e dos tempos de perseverança que estamos vivendo, de acordo com a profecia em Daniel 12:11-12, que nos resta, segundo o Senhor me mostrou, apenas 13 anos para o chegarmos aos 1335 dias/anos finais que se refere aquela profecia.

Porém algo me incomodava em relação ao muito tempo que ainda resta, pois em outras revelações, o Senhor tem me mostrado que o arrebatamento da igreja e os eventos que sucederão a esse arrebatamento e os que precederão estão muito mais próximos que isso.

Porém como sempre o Senhor nunca tem me deixado sem resposta, basta que eu confie nas coisas que Ele vem me mostrando e compartilhe com vocês, para que Ele me mostre as peças que estão faltando para completar o quebra-cabeça até a próxima etapa do que Ele quer me mostrar.

Não foi diferente nesse caso, e enquanto eu escrevia um post sobre os tempos do fim, Ele me mandou citar o Sonho que teve o Faraó no Egito, que foi interpretado por José e me disse que tudo aquilo é uma sombra do que está por vir nos últimos anos que restam dessa profecia de Daniel.

Na palavra vemos que os que escreveram o Novo Testamento já haviam nos falado em relação a isso, ou seja, tudo que está no Antigo Testamento, eram sombras das coisas futuras que Deus queria nos mostrar, como por exemplo, a serpente levantada no deserto por Moisés, que tinha uma representação de Jesus que seria levantado na cruz para nos redimir da maldição da lei.

“Da mesma forma como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado, João 3:14″

Aqui fala que a circuncisão era uma sombra do que Jesus faria pela humanidade:

“11. Nele também vocês foram circuncidados, não com uma circuncisão feita por mãos humanas, mas com a circuncisão feita por Cristo, que é o despojar do corpo da carne… 17. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo. Colossenses 2:11,17″

“A Lei traz apenas uma sombra dos benefícios que hão de vir, e não a realidade dos mesmos. Por isso ela nunca consegue, mediante os mesmos sacrifícios repetidos ano após ano, aperfeiçoar os que se aproximam para adorar. Hebreus 10:1″

Enquanto eu escrevia aquele post o Senhor fez um paralelo daqueles quatorze anos e hoje enquanto eu falava com o irmão Josenito Brito, de João Pessoa-PB (http://filhinhosjaeaultimahora.blog.com.br/blog/), o Senhor mostrou não só isso mas um paralelo, guardadas as proporções, do que José fez naqueles 14 anos do Sonho do Faraó do Egito, onde José se tornou Governador, com o que Jesus fará para os Seus eleitos, nesses últimos 14 anos, que na verdade agora restam apenas 13 anos finais, segundo o que venho mostrando aqui no blog.

O Senhor mostrou naquele Sonho a  José que viriam sete anos de fartura para a terra e depois sete anos de seca e fome, e muitos não percebem porque José tinha que está lá no Egito, porque ele sofreu tanto, porque foi vendido como escravo, porque tanto sofrimento.

Olham apenas para o sofrimento de José, da mesma forma que olham apenas para o sofrimento de Jesus e esquecem que para que os planos de Deus para os Seus eleitos se cumprissem, ambos tiveram que passar por todo aquele sofrimento.

Se José não tivesse chegado a Governador no Egito o Povo Hebreu, separado por Deus, a família de José, que com José representam os doze patriarcas, de onde surgiu a nação de Israel, todos teriam padecido nos sete anos de seca e fome que assolou a terra depois daquele período de fartura.

Da mesma forma que se não fosse Jesus para nos redimir dos nossos pecados, nos tornando nação eleita, que viesse para resgatar a Sua Igreja e levar para um lugar de descanso, nos tempos finais, do cumprimento da Profecia de Daniel 12:11-12, todos pereceriam, como teria perecido o povo Hebreu nos sete anos de fome.

Com esse paralelo que o Senhor me mostrou, veio luz para mim para coisas que se cumprirão nos próximos anos e que venho profetizando aqui neste espaço, para a Honra e Glória de Deus.

Como o próprio Jesus nos fala:

‘Se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém sobreviveria; mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados. Mateus 24:22″

Aqui vemos que os eleitos ainda estarão aqui em um período de tribulação, porém chegará a hora em que a igreja será arrebata, e com ela o Espírito Santo também sairá, e que as coisas aqui na terra ficarão ainda mais difíceis.

Alguns defendem que com o arrebatamento da igreja não sobrará mais ninguém, dizendo que os demais morrerão, esquecem porém o que diz em Apocalipse 20, que ocorrerá após o advento do arrebatamento e do Reinado de Jesus:

“7. Quando terminarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão 8. e sairá para enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a batalha. Seu número é como a areia do mar. 9. As nações marcharam por toda a superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos, a cidade amada; mas um fogo desceu do céu e as devorou. Apocalipse 20:7-9″

Hora, aqui fala que as nações lideradas por Satanás marcharão por toda a superfície da terra, para atacar o acampamento dos Santos, ou seja, os eleitos que foram arrebatados e ressuscitados e reinaram com Jesus, isso nos mostra que ficarão pessoas na terra.

Quero compartilhar com vocês uma visão que tive no final do ano passado que testifica com essas coisas que afirmo aqui:

“Enquanto orava e profetizava algumas coisas para minha esposa, o Senhor abriu a minha visão e eu vi o Senhor Jesus de pé no espaço, em um tamanho dezenas de vezes maior que a terra, no momento em que Ele girava o Seu dedo indicador ao redor da terra, que em relação ao Seu dedo era proporcional a uma laranja pequena. Com o mover do seu dedo ao redor da terra se formava uma nuvem de fumaça que envolvia e cobria toda terra. Em seguida tive uma visão no plano da terra, onde o céu estava totalmente escuro, sem luz, coberto de uma espécie de vermelhidão, como fogo que queima em uma noite escura. Nesse instante vi um ser em chamas, que queimava sem parar, que me parecia um homem, porém não era permitido a sua morte, ao mesmo tempo que ele enfurecido não parava de dizer blasfêmias contra Deus pelos sofrimentos que estava passando.”

Sei que isso faz parte dos tempos difíceis depois que a igreja, os eleitos, forem levados pelo Senhor Jesus,  porém na época dessa visão o Senhor ainda não havia me mostrado esse paralelo com o que aconteceu no Egito, que levou José a ser nomeado governador pelo Faraó, por isso não compreendi o que ele queria me mostrar naquela visão, mesmo Ele tendo me dito que fazia parte dos tempos finais da Profecia de Daniel 12:11-12.

Quero encerrar deixando com vocês Gênesis 41, que fala do que aconteceu no Egito e do livramento que Deus deu a seu povo, através de José, que levou todo o povo Hebreu para o Egito naqueles sete anos de fome na terra, e que dará agora, aos Seus eleitos, através de Jesus, com o arrebatamento da igreja nesses últimos dias.

Da mesma forma que Deus está nos revelando agora o que vai acontecer, Ele também revelou naquela época, pois já era algo decidido, como José fala ao Faraó no verso 32.

Como vos tenho dito, usando as palavras de Paulo:

“Vós sois da luz e não das trevas para que sejam pegos de surpresa!”

25. “O faraó teve um único sonho”, disse-lhe José. “Deus revelou ao faraó o que ele está para fazer. 26. As sete vacas boas são sete anos, e as sete espigas boas são também sete anos; trata-se de um único sonho. 27. As sete vacas magras e feias que surgiram depois das outras, e as sete espigas mirradas, queimadas pelo vento leste, são sete anos. Serão sete anos de fome. 28. “É exatamente como eu disse ao faraó: Deus mostrou ao faraó aquilo que ele vai fazer. 29. Sete anos de muita fartura estão para vir sobre toda a terra do Egito, 30. mas depois virão sete anos de fome. Então todo o tempo de fartura será esquecido, pois a fome arruinará a terra. 31. A fome que virá depois será tão rigorosa que o tempo de fartura não será mais lembrado na terra. 32. O sonho veio ao faraó duas vezes porque a questão já foi decidida por Deus, que se apressa em realizá-la. 33. “Procure agora o faraó um homem criterioso e sábio e coloque-o no comando da terra do Egito. 34. O faraó também deve estabelecer supervisores para recolher um quinto da colheita do Egito durante os sete anos de fartura. 35. Eles deverão recolher o que puderem nos anos bons que virão e fazer estoques de trigo que, sob o controle do faraó, serão armazenados nas cidades. 36. Esse estoque servirá de reserva para os sete anos de fome que virão sobre o Egito, para que a terra não seja arrasada pela fome. ” 37. O plano pareceu bom ao faraó e a todos os seus conselheiros. 38. Por isso o faraó lhes perguntou: “Será que vamos achar alguém como este homem, em quem está o espírito divino? ” 39. Disse, pois, o faraó a José: “Uma vez que Deus lhe revelou todas essas coisas, não há ninguém tão criterioso e sábio como você. 40. Você terá o comando de meu palácio, e todo o meu povo se sujeitará às suas ordens. Somente em relação ao trono serei maior que você”. 41. E o faraó prosseguiu: “Entrego a você agora o comando de toda a terra do Egito”. 42. Em seguida o faraó tirou do dedo o seu anel de selar e o colocou no dedo de José. Mandou-o vestir linho fino e colocou uma corrente de ouro em seu pescoço. 43. Também o fez subir em sua segunda carruagem real, e à frente os arautos iam gritando: “Abram caminho! ” Assim José foi colocado no comando de toda a terra do Egito. 44. Disse ainda o faraó a José: “Eu sou o faraó, mas sem a sua palavra ninguém poderá levantar a mão nem o pé em todo o Egito”. Gênesis 41:14-44

4. “Cheguem mais perto”, disse José a seus irmãos. Quando eles se aproximaram, disse-lhes: “Eu sou José, seu irmão, aquele que vocês venderam ao Egito!  5. Agora, não se aflijam nem se recriminem por terem me vendido para cá, pois foi para salvar vidas que Deus me enviou adiante de vocês. Gênesis 45:4-5

9. Voltem depressa a meu pai e digam-lhe: Assim diz o seu filho José: Deus me fez senhor de todo o Egito. Vem para cá, não te demores.  10. Tu viverás na região de Gósen e ficarás perto de mim — tu, os teus filhos, os teus netos, as tuas ovelhas, os teus bois e todos os teus bens.  11. Eu te sustentarei ali, porque ainda haverá cinco anos de fome. Do contrário, tu, a tua família e todos os teus rebanhos acabarão na miséria. Gênesis 45:9-10