A Igreja tem que ser a justiça de Deus na Terra!Texto

O que quero falar aqui hoje não é da Justificação da humanidade que foi conquistada com o sacrifício do nosso Senhor Jesus Cristo na cruz, conforme vemos nas passagens abaixo:

38 “Portanto, meus irmãos, quero que saibam que mediante Jesus lhes é proclamado o perdão dos pecados. 39 Por meio dele, todo aquele que crê é justificado de todas as coisas das quais não podiam ser justificados pela Lei de Moisés. Atos 13:38-39.

21 Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da Lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, 22 justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção, 23 pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, 24 sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Romanos 3:21-24.

Quero mostrar a vocês que nós Igreja de Cristo, temos que ser exemplo para o mundo,  não agindo como o mundo, pois não somos mais do mundo, somos embaixadores do Reino dos Céus.

A algum tempo, comecei a me perguntar o porquê de já estarmos na graça e ainda não estarmos usufruindo da totalidade do que a palavra diz e do que Deus nos prometeu, com o sacrifício que foi feito pelo nosso Senhor Jesus na cruz, como por exemplo as pessoas continuam sofrendo de enfermidades e não recebem a cura como deveria ser segunda a palavra.

Devemos aceitar que Jesus levou sobre si não só os nossos pecados, mas também as nossas enfermidades, ou teremos que apagar essas passagens da bíblia:

4 Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; contudo nós o consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido. 5 Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. Isaías 53:4-5;

14 Entrando Jesus na casa de Pedro, viu a sogra deste de cama, com febre. (Doença) 15 Tomando-a pela mão, a febre a deixou, e ela se levantou e começou a servi-lo. 16 Ao anoitecer foram trazidos a ele muitos endemoninhados, e ele expulsou os espíritos com uma palavra e curou todos os doentes. 17 E assim se cumpriu o que fora dito pelo profeta Isaías: “Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças”. Mateus 8:14-17;

Alguns podem dizer: mas foi Jesus e isso já passou, eu garanto a vocês que isso não passou, pois em nome de Jesus eu já reprendi muitas enfermidades e demônios e vi a Glória de Deus se manisfestar e curar pessoas de fé, algumas até que não eram cristãs ainda, porém tinham fé em Deus e um coração com inclinação para o bem.

Todos sabemos que Deus não é homem para mentir e vigia para que Sua palavra se cumpra, estando nossas petições alinhadas com Ela e tendo fé.

3 Que importa se alguns deles foram infiéis? A sua infidelidade anulará a fidelidade de Deus? 4 De maneira nenhuma! Seja Deus verdadeiro, e todo homem mentiroso… Romanos 3:3-4;

12 O SENHOR me disse: “Você viu bem, pois estou vigiando para que a minha palavra se cumpra”. Jeremias 1:12.

Sabemos também que a Igreja de Cristo continua perecendo por falta de conhecimento, e como vem esse conhecimento?

Sempre ouvimos e sabemos que ele vem por ouvir e ouvir a Palavra de Deus, ou seja, o que está escrito em seus testamentos e o que nos é revelado pelo Espírito Santo, através dos Seus enviados.

Acontece que nem sempre a palavra de Deus é transmitida acompanhada de uma revelação ou não ficamos atentos à totalidade dos versículos, vendo-os perifericamente ou esquecendo os “e’s”, que impõem condicionais para que possamos tomar posse das bênçãos nas quais Deus já nos abençoou.

Em Mateus 6:33, Jesus nos diz:

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”.

Temos aprendido nesse versículo que basta buscarmos o Seu Reino e ele nos suprirá de todas as nossas necessidades.

Por esses dias tenho meditado, nesse versículo e vejo o quanto Deus tem sido bom para mim.

Sei que tenho buscado Ele e O colocado acima de tudo na minha vida, procurando receber o máximo que Ele tem pra me ensinar e para me preparar para o chamado que Ele tem para minha vida.

Hoje sei realmente quem sou em Cristo e qual minha posição em relação ao Pai.

Sei também que essa sede que tenho em conhecê-LO cada vez mais, vêm da fé incondicional que tenho Nê-le e do Amor de Cristo que foi derramado em meu coração.

Ao mesmo tempo me comovo pelos meus irmãos que não conseguem alcançar essa fé e mesmo os que tem fé não conseguem tomar posse das bençãos que estão reservadas para eles.

Nas minhas orações reconhecí perante Deus o quanto era fácil para mim ter tanta fé Nê-le, pois desde a minha infância O conheço e tenho uma forte comunhão com ele através dos dons que Ele me concedeu.

Isso me deixou ainda mais compadecido com aqueles que não alcançam a fé na sua plenitude, porque não O conhecem e têm que ter fé mesmo sem ter nenhuma experiência Espiritual.

No ano passado, durante uma das aulas de um seminário, o Espírito Santo derramou mais uma vez a Sua unção e o Amor de Cristo no meu coração.

Depois de quase uma hora recebendo Dê-le, consagrei mais uma vez a minha vida a Igreja de Cristo e entreguei minha vida em Suas mãos para a obra que Ele tem reservada para mim.

Levantei-me “Embriagado pelo Espírito” e fui abraçando a todos que estavam à minha frente.

Ao me aproximar de uma das irmãs, sentí a nescessidade de pedir perdão mesmo que a minha mente insistisse que não tinha o que ser perdoado, obedecí ao espírito e assim o fiz.

Ela me falou justamente o que eu estava pensando, me disse que não tinha nada a ser perdoado, pois ela sabia que não havia nenhuma maldade no meu coração.

Naquele instante o Espírito Santo falou através dê-la, dizendo que como Deus disse a Daví , Ele estava mandando me dizer naquele momento que conhecia o meu coração e que eu era “um homem segundo o coração de Deus”, e mandou eu receber aquela palavra.

Sabemos que Deus nos fala de várias formas e maneiras diferentes, e naquele momento Ele estava colocando mais uma peça no quebra cabeça nos meus questionamentos sobre o quanto era fácil para mim ter fé Nê-le, devido a comunhão que tinha-mos.

Naquele momento Ele me disse:

“Eu tenho uma comunhão a esse nível com você, porque eu te conheço mesmo antes de você me conhecer. Mesmo antes de você saber verdadeiramente quem eu era, sondei o seu coração e ví que você é era um homem justo.”

Comecei então a me perguntar:

O que é ser justo para Deus?

Lembrei do quanto durante toda a minha vida tinha tentado ser justo com todas as pessoas, sem distinção, me esvaziando de mim mesmo e morrendo para o meu próprio eu.

Entendí então que para termos o que o versículo de Mateus 6:33 nos promete, temos:

  •  Ser justificados em Jesus Cristo, quando O aceita-mos como nosso Senhor e Salvador;
  • Buscá-Lo em primeiro lugar;
  • Ter uma fé incondicional em nosso Senhor;
  • Sermos a Sua justiça aqui na terra, como? Sendo justos como nossos irmãos, independente de raça, sexo, crença, classe social ou religião, tendo assim um coração segundo o coração de Deus.

Vamos ver novamente o versículo em Mateus 6:33:

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”.

A grande maioria das pesoas lembram apenas a primeira parte do versículo, até o “buscai primeiro o reino de Deus”, e esquecem que temos depois um “E” e não um “OU”, ou “se achar melhor”, “se tiver tempo”, “se lhe for conveniente” a sua justiça.

Concluindo o versículo vemos que além de buscar o Reino temos que buscar também a sua justiça, para que as demais coisas nos sejam acrescentadas.

Muitos de nós estamos cumprindo parte do versículo e esquecendo de ser embaixadores do Reino aqui na terra, agindo como tal.

Por isso é que muitos que estão nas igrejas ainda perecem, justamente por falta do pleno conhecimento da verdade, assim não tomam posse da plenitude das promessas que estão na palavra, pois esquecem o que esta entre as vírgulas.

Falta a Igreja ser a justiça de Deus aqui na terra, sendo nós justos uns com os outros, justo como nosso Pai é conosco, sem querer tirar proveito, dando a cada um o que lhe é devido, agindo com seu irmão segundo o coração de Deus.

Muitos dos nossos irmãos em Cristo agem em determinadas situações como o mundo agiria e não como o nosso Deus de Justiça agiria.

O inimigo vai nos apresentar situações no nosso dia a dia para que caso ajamos errado possa  nos acusar, cabe a nós termos discernimento e estarmos firmes no que palavra de Deus diz sobre cada situação e aplicarmos exatamente o que a palavra diz sobre cada caso.

Se todos nos da Igreja de Cristo passarmos a agir a assim , sendo exemplos para o mundo, não só as bençãos nos alcançaram como também ganharemos vidas e mais vidas para Jesus, pois as pessoas ficarão curiosas em conhecer o que nos transformou e nos faz agir dessa forma.

Um dos meus sonhos é que daqui a algum tempo as pessoas do mundo digam frases como:

“O José é um homem de bem, pode ter certeza que ele não vai tirar proveito de você, pois ele é Cristão!”

“Ponho minha mão no fogo pelo João, ele é Cristão, tenho certeza que ele não faria isso!”

E muitas outras frases ainda, porém hoje ainda sofro em ouvir algumas coisas sobre nós simplismente por um agir diferente da palavra de muitos que estão no nosso meio.

Seja a justiça de Deus aqui na terra, busque a Deus em primeiro lugar e prepare espaço na sua vida para receber a abundância das bençãos que estão reservadas para você.

Que a graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo estejam com vocês!

Todos queremos vivenciar os milagres da igreja em Atos dos Apóstolos, mas será que estamos preparados?Texto

Sabemos que nos últimos dias teremos manifestações do Espírito Santo de Deus ainda maiores que na igreja de Atos dos Apóstolos.

Que estamos vivendo os últimos dias eu não tenho dúvida, vejam bem não estou dizendo que o mundo vai acabar amanhã, nem nesse ano, o que posso afirmar a vocês que estamos vivendo os tempos finais, onde somos exortados a perseverança nas profecias de Daniel:

“11 “Depois de abolido o sacrifício diário e colocado o sacrilégio terrível, haverá mil e duzentos e noventa dias. 12 Feliz aquele que esperar e alcançar o fim dos mil trezentos e trinta e cinco dias. Daniel 12:11-12

Vejamos as palavras de Jesus:

“12 Digo-lhes a verdade: Aquele que crê em mim fará também as obras que tenho realizado. Fará coisas ainda maiores do que estas, porque eu estou indo para o Pai. 13 E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho. 14 O que vocês pedirem em meu nome, eu farei.”.João 14:12-14

No livro de Atos dos Apóstolos vemos apenas manifestações do poder de Deus  semelhante as do ministério de Jesus, logo podemos crer que a palavra do nosso Senhor deverá ainda se cumprir nos últimos dias.

Temos acompanhado nos dois últimas séculos que Deus tem levantado vários homens e mulheres que foram usados de forma poderosa por Deus, onde a Unção sobre eles foi em uma medida poucas vezes vista no nosso meio.

Posso indicar um livro para vocês que fala um pouco sobre essas pessoas, o nome dele é Os Generais de Deus, de Roberts Liardon.

Achei esse livro muito interessante pois ele mostra os erros e acertos de cada um desses homens, mostra também o quanto eles foram perseguidos e o quanto essas perseguições muitas vezes os desviaram dos propósitos que Deus tinha para eles, retardaram os seus ministérios ou pior encerraram seus ministérios.

Isso se deve justamente porque as pessoas não estavam preparadas para a tamanha unção que estava na vida dessas pessoas, e muitas vezes nem eles mesmos souberam lidar com tamanho poder derramado, não dando muitas vezes a devida reverência a unção.

A grande maioria das pessoas, incluindo os que já são cristãos, tentam limitar o poder de Deus a algo que se possa medir, porém se olharmos com os olhos espirituais saberemos que o poder de Deus não pode ser medido com a nossa limitação humana.

Outro grande erro que cometemos é olhar para o vaso ao invés de olharmos para o detentor do poder, o Deus Todo Poderoso, é aí que começamos a cometer os maiores erros no julgamento das manifestações do Espírito Santo de Deus.

Se o vaso não for florido, adornado com pedras preciosas, famoso, dizem logo:

“Tem demônio, é espírito de engano, vamos exorcizar!”

Em outros casos até expulsamos das sinagogas e se fosse permitido ainda talvez até os apedrejaríamos.

O consolo para esses que são perseguidos dessa forma, está nas palavras do nosso Senhor Jesus, quando falava dos últimos dias para os apóstolos:

“9 “Fiquem atentos, pois vocês serão entregues aos tribunais e serão açoitados nas sinagogas. Por minha causa vocês serão levados à presença de governadores e reis, como testemunho a eles. 10 E é necessário que antes o evangelho seja pregado a todas as nações.. Marcos 13:9-10

“21 “O irmão entregará à morte o seu irmão, e o pai, o seu filho; filhos se rebelarão contra seus pais e os matarão. 22 Todos odiarão vocês por minha causa, mas aquele que perseverar até o fim será salvo. 23 Quando forem perseguidos num lugar, fujam para outro. Eu lhes garanto que vocês não terão percorrido todas as cidades de Israel antes que venha o Filho do homem. 24 “O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25 Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se o dono da casa foi chamado Belzebu, quanto mais os membros da sua família! 26 “Portanto, não tenham medo deles. Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido. 27 O que eu lhes digo na escuridão, falem à luz do dia; o que é sussurrado em seus ouvidos, proclamem dos telhados. Mateus 10:21-27”

Vemos aqui que Jesus já previa o que aconteceria nos últimos dias, nós cristãos não devemos ficar tristes  quando essas coisas acontecerem conosco, pois isso e a certeza que estamos seguindo os passos do nosso Senhor.

Voltando a pergunta inicial, será que estamos preparados para as manifestações grandiosas do Espírito de Deus nos últimos dias?

Será que com nossa religiosidade não estamos impedindo as manifestações do Espírito Santo nas nossas igrejas?

Será que não estamos olhando para o vaso e esquecendo que o poder é de Deus e Ele derrama sobre quem Ele quiser?

Faço essa pergunta pois em muitas igrejas se o fluir do Espírito não partir do ministro que está no púlpito não pode vir de Deus.

Parecemos muitas vezes que estamos em um show onde o artista está no púlpito e não sentado a direita de Deus.

Ouso fazer um lista de coisas que precisam ser concertadas para que tenhamos uma igreja viva e cheia das manifestações do Espírito Santo, para que a palavra se multiplique e se cumpra a promessa para que o nosso Senhor Jesus volte:

  • O fim da Religiosidade nas Igrejas e das doutrinas de homens que não tem respaldo na palavra de Deus;
  • Deixarmos de olhar para homens e olharmos para Jesus que é o nosso verdadeiro alvo, que para como Ele mesmo disse, para que o Pai seja glorificado nEle e em nós também;

“ 31 Depois que Judas saiu, Jesus disse: “Agora o Filho do homem é glorificado, e Deus é glorificado nele.” João 13.31
13 E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho. João 14.13

8 Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos João 15.8

9 Eu rogo por eles. Não estou rogando pelo mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus. 10 Tudo o que tenho é teu, e tudo o que tens é meu. E eu tenho sido glorificado por meio deles. João 17:9-10

11 Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém. 1 Pedro 4.11

  • Parar de julgar o que não conhece ou entende, para não blasfemar contra o Espírito Santo, pois em muitas igrejas continuam agindo como os mestres da lei e os fariseus;

22 E os mestres da lei que haviam descido de Jerusalém diziam: “Ele está com Belzebu! Pelo príncipe dos demônios é que ele expulsa demônios”. 23 Então Jesus os chamou e lhes falou por parábolas: “Como pode Satanás expulsar Satanás? 24 Se um reino estiver dividido contra si mesmo, não poderá subsistir. 25 Se uma casa estiver dividida contra si mesma, também não poderá subsistir. 26 E se Satanás se opuser a si mesmo e estiver dividido, não poderá subsistir; chegou o seu fim. 27 De fato, ninguém pode entrar na casa do homem forte e levar dali os seus bens, sem que antes o amarre. Só então poderá roubar a casa dele. 28 Eu lhes asseguro que todos os pecados e blasfêmias dos homens lhes serão perdoados, 29 mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”. 30 Jesus falou isso porque eles estavam dizendo: “Ele está com um espírito imundo”. Marcos 3.22-30;

  • Deixar o Espírito Santo fluir sem engessar os cultos. Garanto que na igreja de atos o Espírito Santo não tinha que parar as suas manifestações porque era 20:35hs e já tinha passado da ora de ofertar ou dizimar;

7 No primeiro dia da semana reuni-mo-nos para partir o pão, e Paulo falou ao povo. Pretendendo partir no dia seguinte, continuou falando até a meia-noite. 8 Havia muitas candeias no piso superior onde estávamos reunidos. 9 Um jovem chamado Êutico, que estava sentado numa janela, adormeceu profundamente durante o longo discurso de Paulo. Vencido pelo sono, caiu do terceiro andar. Quando o levantaram, estava morto. 10 Paulo desceu, inclinou-se sobre o rapaz e o abraçou, dizendo: “Não fiquem alarmados! Ele está vivo!” 11 Então subiu novamente, partiu o pão e comeu. Depois, continuou a falar até o amanhecer e foi embora. 12 Levaram vivo o jovem, o que muito os consolou. Atos 20:7-12 (A fé era tanta que Paulo voltou e continuou a falar após o que ocorreu)

  • Deixemos de idolatrar os líderes, pois em uma igreja em que toda honra e glória não vai para o Criador o Seu Espírito Santo não se manifesta;

Poderia ficar citando dezenas de coisas que impedem o Espírito Santo de Deus de fluir nas igrejas, mas considero esses pontos os principais que impedem esse fluir do Espírito.

Como queremos que os milagres nas nossas igrejas aconteçam se julgamos as manifestações pelo conhecimento humano e não pelo Espírito.

Eu pergunto a vocês:

Se vivêssemos no tempo de Jesus será que a nossa religiosidade não nos teria feito agir como os fariseus e mestres da lei, quando diziam que Jesus tinha demônio e expulsava os demônios em nome do próprio belzebu?

Quantos vezes nós não fizemos o mesmo em nossas igrejas com pessoas cheias do Espírito Santo e blasfemamos contra o nosso Deus?

Fiquemos atentos, pois as manifestações do Espirito Santo estão ficando cada vez maiores e o sobrenatural de Deus vai estar cada vez mais presente em nosso meio, pois já está chegando a hora do retorno do nosso Senhor Jesus Cristo!

Que nós não cometamos os mesmos erros dos que crucificaram Jesus, crucificando os nossos irmãos por não entender a obra de Deus na vida deles.

Entreguem os vossos corações inteiramente ao Nosso Senhor Jesus Cristo e o Espirito Santo, vos mostrará toda verdade, pois só os puros de coração verão a Deus e o que vem de Deus.

Saibam que o inimigo vai tentar de todas as formas impedir esse fluir do Espírito nas igrejas, e usará justamente quem der lugar a ele, vamos ter cuidado para não sermos instrumentos na mão dele contra nossos irmãos, ofendendo a Deus.

Fiquem atentos, não julguem o que não conhecem ou entendem, peçam sempre ao Espírito Santo e Ele lhe revelará toda verdade.

Deixem o Espírito Santo fluir em suas igrejas, sem religiosidade ou julgamentos,  e nós teremos uma igreja repleta de milagres, com os membros do corpo com perfeita saúde, pois era assim no tempo dos apóstolos e o engano é dizer que aquilo é passado, pois o Espírito Santo de Poder continua esperando para ter vez nas nossas igrejas.

Que a graça e a paz do Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com vocês!