CONSERVANDO A FÉ (PARTE FINAL)

Esse post é parte 4 de 4 na série Conservando a Fé

fe

O justo viverá da fé.

 E se ele recuar, minha alma não tem prazer nele.

(Hebreus 10, 38)

Uma fé não fingida:

De que fé o texto está falando!   Existem dois tipos de fé possíveis a um ser humano; fé natural e fé salvífica.   Todo ser humano é dotado de fé uma vez que em nossa natureza está implícita a condição de crer, confiar.

O texto bíblico acima citado se refere à fé salvífica, fé no Deus que entregou seu Filho a fim de que, por meio Dele pudesse novamente se relacionar com a humanidade.   Ao se entregar na cruz, Jesus conquistou para a humanidade à condição de se relacionar novamente com Deus.   A maior parte das pessoas que habitam nosso planeta ainda não tiveram acesso a esta conquista, isto porque nunca ouviram a respeito de Jesus, ou porque simplesmente decidiram não crer em sua obra, e por isto não desfrutam de sua vitória uma vez que ela está associada à fé do individuo.

Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que creem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus. (João 1. 12-13 RA – Glow)

Tendo em mente a edificação da Igreja segundo a fé salvífica Paulo exorta Timóteo para que este permaneça em Éfeso a fim de:

Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinem outra doutrina, nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora. Ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas, querendo ser doutores da lei e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. (1Timóteo 1. 3-7 RC Ilumina Gold 2009)

Paulo demonstra preocupação, pois alguns se entregaram aos debates e as contendas desviando-se da verdadeira fé e por este motivo dá a Timóteo um mandamento.

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia, conservando a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé. E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar. (1Timóteo 1. 18-20 RC Ilumina Gold 2009)

Observando Paulo que alguns desviarem-se da verdadeira fé, querendo com isto arrastar após si os santos de Deus, deixa a Timóteo a tarefa de adverti-los lembrando os tais de que o fim do mandamento era um coração puro, de boa consciência, cheio de uma fé não fingida.

Enquanto a fé natural está implícita na natureza humana a fé salvífica é na verdade uma decisão pessoal e individual de cada ser.   O único motivo que impede Deus de operar é a incredulidade, a falta de fé.   Na maratona da vida cristã muitos perdem a fé (sal) genuína devido às barreiras enfrentadas e acabam agarrando-se as coisas naturais, criando com isto fabulas que geram contendas e que em nada podem edificar a Igreja.

No inicio deste estudo falamos que a Igreja esta desgarrada, frustrada, decepcionada e acuada, talvez você possa ter pensado, isto é impossível.

Se você chegou até aqui entenderá que um indivíduo que decide pela fé salvífica pode ao longo do tempo retroceder uma vez que ela está baseada em seu poder de decisão.

Muitos cristãos por não entenderem os princípios básicos do evangelho acabam decepcionados, frustrados em suas expectativas, tornando-se ovelha desgarrada em busca de alguém que lhes pregue aquilo que eles querem ouvir, ou pior tornam se impotentes, acuados, pois não sabem o que fazer diante de lideres que se afastaram da essência da Palavra de Deus.

O resultado destas ocorrências é a produção de crentes aparentes; sem firmeza; fantasiosos; que vivem de suposição; de verdades infundadas, aplicando em sua vida de fé aquilo que não é verdadeiro e por este motivo erram o passo, erram o alvo.

Veja o que a bíblia fala sobre o justo:

Porque a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar espera-o, porque, certamente, virá, não tardará. Eis o soberbo! Sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela sua fé. (Habacuque 2. 3-4 RC Ilumina Gold 2009)

Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito:

O justo viverá por fé. (Romanos 1. 16-17 RC Ilumina Gold 2009)

Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.   Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. (Hebreus 10. 36-37 RC Ilumina Gold 2009)

Não permita que os problemas da vida roubem sua fé, fazendo você retroceder, transformando sua crença em aparência.   Seja um CRISTÃO!

Gostaria de lembra-lo do princípio que mudou a história da Igreja, “Sola Scriptura”, Somente a Escritura, lembre-se a Palavra é a maior autoridade constituída por Deus na terra.

A verdadeira fé é mantida quando ouvimos a palavra, meditamos nela, guardamos suas revelações no coração e em nossa mente a fim de que possamos praticar aquilo que lá está escrito.

A verdadeira fé pode ser vista na vida de alguém que na pratica: Ama o Senhor Deus de todo o coração, de toda a alma, de todo o entendimento e com toda força; ama o próximo como a si mesmo. (Marcos 12. 30-31 RA Ilumina Gold 2009)

Os dias são maus, são dias de guerra, por isto a necessidade de conservarmos nossa fé, mais do que esforço físico é preciso empenhar nossa energia mental educando nossas emoções a fim de que possamos combater segundo as promessas que nos esperam na eternidade.

Em sua segunda epístola a Timóteo Paulo diz “combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”.

Querido leitor, este pequeno estudo foi produzido com o intuito não apenas de produzir mais fé em sua vida, mas ensiná-lo sobre a necessidade de guardarmos nossa fé.   Mais do que ter fé é preciso conserva-la, guarda-la, pois o dia do Senhor se aproxima; e para quem será a tua alma.

Ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam; ainda que diante de você esteja morte e vida; anjos ou principados, coisas do presente ou do porvir; ainda que existam armas forjadas para te trazer tribulação, angustia, perseguição; ainda que fome e nudez, perigo ou a espada cheguem a ti; ainda que toda língua lance juízo sobre ti; NÃO RETROCEDA.   (Salmos 46. 2-3; Isaías 54. 17;  Romanos 8. 35, 38Ilumina Gold 2009)

Lembre-se! Você não pertence aqueles que se retiram para a perdição, mas aqueles que creem para a conservação da alma. (Hebreus 10. 39).

TÃO SOMENTE, CONSERVE SUA FÉ.

“E eis que estou convosco todos os dias,

até à consumação do século”.

(Jesus)

Conservando a Fé (Parte II)

Esse post é parte 2 de 4 na série Conservando a Fé

feSe Jesus voltar hoje, neste exato momento.

Achará fé, na sua vida?

Como já vimos muitas são as adversidades encontradas hoje para aqueles que creem em Jesus, e pela fé tornaram-se filhos de Deus.   Ciladas, astutas ciladas, armadilhas internas e externas que exigem do cristão uma postura diária de vigilância e muita oração.

Na caminhada de fé certamente vamos vivenciar situações que levarão nossos princípios a um teste extremo de fidelidade ao Senhor da nossa vida, o que é perfeitamente normal uma vez que estamos no mundo, embora já não pertençamos a ele, daí o motivo das provações.

Por vezes o combate estará tão acirrado que nossa fé parecerá fraca, a ponto de pensarmos que não temos fé diante de uma determinada situação.   Questões práticas e diárias, pequenas pedras que nestes dias arrastam muitos ao abandono da fé.

Certa ocasião, ao observar maratonistas que cruzavam a linha de chegada percebi um fenômeno interessante.   Seus braços estavam manchados por uma substancia que os deixava esbranquiçados como se estivessem sujos.   Ao passar a linha de chegada os corredores eram atendidos por uma equipe médica que verificava sua condição física dando a eles de imediato uma garrafa plástica com um liquido para reposição de suas energias.   Após isto eram instruídos há caminhar um pouco até que seu sistema físico voltasse a estabilidade.

Aproximei-me de um técnico em enfermagem e perguntei:

– Por que os corredores chegam com partes do corpo esbranquiçadas?

Ele respondeu.

– A corrida de maratona é considerada de longa distancia quarenta e dois quilômetros são percorridos pelo atleta, por isto o grau de desgaste físico é extremo, alterando todo funcionamento físico do corpo.   Devido à alta temperatura do corpo e ao funcionamento acelerado de todo organismo físico, existe uma perda excessiva de caloria, neste processo o sal se comporta como um facilitador/equilibrador permitindo que as glândulas possam expelir os líquidos.   No entanto este tipo de corrida leva o atleta ao limite da resistência humana, por este motivo, devido a grande explosão calórica o sal acaba por se solidificar sobre os poros da pele, causando o que você está vendo.

O cristão está em uma maratona, onde a distância a ser percorrida provocará alterações violentas em sua forma de vida na terra; maratona que envolve as promessas descritas na primeira parte deste post, onde o grau de dificuldade aumenta a cada quilometro percorrido, exigindo com isto maior força a ser empregada.

Jesus disse: Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. (Mateus 5.13 RC Ilumina Gold 2009)

Todo maratonista perde sal, uns mais, outros menos, pelo fato de que a maratona exige do corpo um estado extremo de força e consequentemente provoca um grande desgaste físico e mental.   Da mesma forma o cristão pode perder aos poucos sua fé diante das barreiras éticas, morais e sociais a serem enfrentadas, haja vista os confrontos internos e externos o levam a um combate violento, onde a carne milita ferozmente contra o Espírito.   A cada barreira um novo confronto; a cada confronto uma nova exigência; a cada exigência a necessidade de uma resposta que seja fiel ao Senhor Jesus.

Por este motivo Paulo dá um mandamento a Timóteo.

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia, conservando a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé.(1Timóteo 1. 18-19 RC Ilumina Gold)

É possível conservar a fé e a boa consciência?   Veja o que Paulo diz no texto que antecede o mandamento dado a Timóteo.

Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia. Desviando-se algumas pessoas destas coisas, perderam-se em loquacidade frívola, pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo, todavia, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais fazem ousadas asseverações. .(1Timóteo 1. 5-7 RA Ilumina Gold)

O mandamento dado a Timóteo tem por objetivo fazer com ele não perca sal diante das questões que se levantavam dentro e fora da Igreja, mas que continue militando segundo as promessas feitas em sua vida e admoestando a todos que o fim do mandamento divino é:

  • Um coração puro.
  • A boa consciência para com Deus.
  • Uma fé sem hipocrisia, sem fingimento.

Este é o motivo pelo qual devemos lutar buscando sempre em meio à casa de Deus o refrigério que somente Ele pode nos dar, ouvindo sua Palavra a fim de que nossa fé seja fortalecida a cada batalha que travamos.

Na maratona da fé iremos perder sal, mas graças a Deus, que por meio de seu Filho Jesus nos deu o Espírito Santo a fim de que possamos experimentar do seu amor, conhecendo sua vontade, andando com um coração puro, com boa consciência, para manifestação de uma fé não fingida.

Conservar a fé e a boa consciência é o que Deus nos ordena nestes dias, a final, nossa vida precisa estar repleta de fé salvífica para que naquele dia possamos nos encontrar com o nosso salvador Jesus Cristo.

Mas! Como conservar a fé e a boa consciência?

Continua…

Vando Itamar

sementesdefe