TU ME AMAS?

aliança

As exigências da vida moderna ocupam cada vez mais espaço na vida do ser humano.   O “corre-corre” diário e as preocupações diante dos dilemas vivenciados nas grandes metrópoles produzem na mente humana uma dispersão em relação a Deus.   O comprometimento humano está cada vez mais voltado para suas necessidades, a estabilidade, a satisfação, um alicerce que lhe possibilite gozar de uma velhice tranquila.

Esta realidade é tão latente em nossos dias que mesmo em meio aos Cristãos é possível verificar pessoas totalmente comprometidas com as necessidades da vida, tornando este o motivo pelo qual buscam a Deus.

Está implícito na natureza do ser humano o desejo de obter êxito naquilo que faz alcançando com isto um resultado feliz, favorável segundo o esperado, o sucesso diante do que se busca.   Uma vez nascido de novo, o desejo de todo Cristão é fazer a vontade de Deus, ter sucesso em sua vida espiritual, congregacional, ministerial, no entanto na dinâmica de Deus o sucesso não depende do que se faz, nem de quem faz, ou ainda de como se faz; na dinâmica divina:

O GRAU DE COMPROMETIMENTO DETERMINA O SUCESSO.

Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a perguntar-lhe pela segunda vez: Simão, filho de João, tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Pastoreia as minhas ovelhas. Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro entristeceu-se por ele lhe ter dito, pela terceira vez: Tu me amas? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas. (Evang. João 21. 15-17 RA Ilumina Gold 2009).

Jesus questiona Pedro perguntando se ele o amava, por três vezes Pedro responde que sim, por três vezes Jesus chama Pedro a um compromisso.   Percebe-se claramente que a intenção de Jesus era trazer Pedro a um comprometimento com ele, baseado não apenas no que Pedro vivenciou ao seu lado, mas no mais sublime sentimento conhecido: o amor.

A bíblia esta repleta de personagens que foram usados por Deus de forma gloriosa, hoje não é diferente, muitas pessoas tem o desejo de servirem a Deus poderosamente, no entanto o fator que determina a forma como Deus irá usar a vida de alguém, é na verdade o quanto esta pessoa esta disposta a se comprometer com Ele.

Por que Noé construiu a arca, (o que certamente foi considerada uma atitude de louco em seu tempo) suportando as afrontas de um povo cheio de maldade em seu coração?   Porque andava com Deus; Porque se comprometeu em fazer tudo que lhe ordenou o Senhor. (Gênesis 6. 9 – 7. 5)

Por que Abraão demonstrou coragem para sacrificar o filho há quem muito amava?   Porque estava comprometido com Deus a ponto de obedecer a sua voz, independente de sua própria vontade. (Gênesis 22. 15-18)

O Espírito de Deus está à procura de homens e mulheres que por amor tenham o desejo de comprometer-se com Ele.   Estar comprometido significa tomar para si, por livre e espontânea vontade um compromisso, por se em condição de obrigação, que só pode ser contraída quando há desejo mutuo entre duas pessoas, decidas a partir de então a responsabilizar-se sobre algo; ou ainda, alguém que decide por si só comprometer-se com alguma coisa, ou com alguém.

Com base nesta verdade entendemos que as promessas de Deus se concretizam por meio do comprometimento expresso por cada individuo em sua presença.

Por que Deus escolheu Davi para ser rei?   A bíblia mostra que a escolha divina se deu pelo coração.

Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a altura da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração. (1Samuel 16. 7 RC Ilumina Gold 2009)

Mas, o que Deus viu no coração de Davi!?

Veja o que diz Paulo em seu discurso realizado em Antioquia da Písidia descrito no livro de Atos dos Apóstolos.

E, quando este foi retirado, lhes levantou como rei a Davi, ao qual também deu testemunho e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, varão conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade. (Atos 13. 22 RC Ilumina Gold 2009)

Um homem que execute toda a minha vontade, um homem disposto a se comprometer foi o que Deus viu.   Deus não está à procura de ministros para sua obra; Deus procura filhos que por amor se comprometam em executar sua vontade para que sua Palavra se cumpra.

O GRAU DE COMPROMETIMENTO DETERMINARÁ O SUCESSO.

Com o que você está comprometido?

Com quem você está comprometido?

Uns se comprometem com o desejo de serem curados, outros com bens materiais, com status social, com pessoas, com família, com seus próprios desejos.   Existem ainda aqueles que se comprometem com lideres, com doutrina, com seu ministério, com a denominação, com as tarefas que executam na Igreja.

Mas! Quantos estão realmente comprometidos com Jesus?

A descrição da vida de Pedro segundo os evangelhos é considerada mais completa do que a de qualquer outro apóstolo, Pedro se tornou discípulo sendo logo após o primeiro a ser chamado por Jesus na qualidade de apóstolo.   Ele tinha uma personalidade forte, seria em nossos dias considerado um “sanguíneo-colérico” e foi justamente devido a seu caráter que teve grandes experiências sobrenaturais com Jesus.   Fazia parte dos que estavam mais próximos a Jesus, e por isto viu a ressurreição de uma jovem (Mc 5.37; Lc 8.51); a transfiguração (Mt 17. 1-2); andou sobre as águas (Mt 14.28);  recebeu revelação sobre quem era Jesus (Mt 16. 16); teve coragem de pedir explicação sobre uma parábola (Mt 15. 15); questionou Jesus quanto ao que eles receberiam (Mt 19.27); foi enviado junto com os outros doze a pregar o evangelho do Reino de Deus; estava entre os setenta que também foram enviados a anunciar as boas novas.   No entanto também revelou fraquezas, tais como gostar da multidão deixando-se levar pela carnalidade ( Mt 16. 22-23); não entendendo o que se passava agiu de forma natural (Jo 18. 10-11); Pedro praguejou, jurou, negou ter conhecido Jesus (Mt 26. 69-75. RA)

Certamente Pedro teve grandes experiências com Jesus, no entanto sua motivação ainda era natural, mesmo tendo ele recebido revelação sobre o Cristo de Deus, veja o que Jesus diz a Pedro:

Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos. Ele, porém, respondeu: Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte. Mas Jesus lhe disse: Afirmo-te, Pedro, que, hoje, três vezes negarás que me conheces, antes que o galo cante. (Lucas 22. 31-34 RA – Glow)

O texto mostra que Pedro ainda não estava convertido como deveria, mesmo tendo experimentado, vivenciando o sobrenatural ao lado de Jesus.   Obviamente, por ter tido tais experiências ele pensou estar pronto a servir como muitos em nossos dias, mas veja o Jesus lhe disse:

Hoje, três vezes negarás que me conheces.

O comprometimento de Pedro não estava baseado no que deveria estar, mesmo tendo errado a tal ponto, Jesus atenta para Pedro no intuito de restaurá-lo, diante do forte choque vivido por ele, chamado-o a um compromisso.

Os evangelhos mostram que Jesus estava comprometido com seu Pai, Ele mesmo deixa isto muito claro.

Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra. (João 4. 34 RA Glow)

Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. (João 9. 4 RA Glow)

Jesus falou essas coisas e, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti, assim como lhe deste poder sobre toda carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste. E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.( João 17. 1-4 RA Glow)

Deus estava comprometido com a humanidade e por isto:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. (João 3. 16-18 RA Ilumina Gold 2009)

A tarefa de Jesus era fazer a vontade do Pai, o preço sua própria vida, e foi o que Ele fez, sendo Filho deu sua vida para mostrar o amor de Deus à humanidade, isto exigiu um alto grau de comprometimento com seu Pai.

E, indo um pouco adiante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.   E, indo segunda vez, orou, dizendo: Meu Pai, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade. (Mateus 26. 39; 42 RA Ilumina Gold 2009)

Jesus chamou Pedro a um compromisso mostrando a ele que a base de sua vida cristã deveria ser o amor.   Independente dos acontecimentos, das situações que vivenciarmos, devemos manter o nosso compromisso com Deus e isto significa permitir que Ele faça o que quiser, como quiser, segundo sua vontade, cabendo a nós apenas executar o seu querer.

Querido leitor, amado irmão, independente do grau de exigência, precisamos estar dispostos a dizer: Meu Pai se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.

Meu Pai, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.

O Espírito Santo nos convida a responder.

Amas-me tu, mais do que estes outros?    Tu me amas?

Tu me amas?

Esta é a hora, comprometa-se com Deus.

Aceite a Jesus Cristo como Senhor da tua vida.

Mensagem pregada em 07/09/2013

Campanha do Circulo de Oração. São Leopoldo – RS

Vando Itamar

sementesdefe

Seja um Atalaia do Senhor na sua igreja e ministério!

Esse post é parte 6 de 9 na série Exortações!

Conferência de uma Igreja em São Paulo, em 2011.Conferência de uma Igreja em São Paulo, em 2011, durante a Ceia do Senhor. Naquele dia, o Senhor me mostrou a terra vista do espaço e um pé sobre ela e me disse: “Cumpra a minha promessa!!!” Mateus 24:14. E Este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

Muitas vezes escrevo e digo coisas que a princípio parecem duras e ofensivas a pessoas, credos e religiões, porém gostaria de esclarecer aqui que não tenho nada pessoal contra ninguém, como também a nenhuma doutrina, quero deixar claro que tenho um compromisso com a verdade e com as coisas que o Deus Altíssimo me manda falar aqui neste espaço.

Tive a direção de escrever este post, pois estou preparando uma série de posts de algo que me foi revelado pelo Senhor no ano de 2012, que só agora tive a permissão de escrever, que a princípio para alguns soará ofensivo e para outros até blasfemo.

Sei que dirão muitas coisas e não perceberão a chance que o Senhor Jesus está dando a essas pessoas nesses últimos dias para que não sejam iludidas e confundidas por um grande engano que Satanás lançou sobre o mundo e que fez muitos se corromperem e prestarem culto a outros espíritos achando estarem prestando culto a Deus.

Para mim seria muito confortável ficar aqui discutindo teologia, sem me expor, mas como já disse tenho um único compromisso: Servir a Deus sobre todas as coisas!!!

No ano de 2011, em um culto de uma igreja que congregava, uma irmã saiu do lugar dela e me disse que o Senhor estava me tirando por Atalaia. A princípio não entendi o que ela queria dizer e quais as responsabilidades de ser um Atalaia de Deus, porém em seguida Ele me mandou ler Ezequiel 33, que diz:

1. E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 2. Filho do homem, fala aos filhos do teu povo, e dize-lhes: Quando eu fizer vir a espada sobre a terra, e o povo da terra tomar um homem dos seus termos, e o constituir por seu atalaia; 3. E, vendo ele que a espada vem sobre a terra, tocar a trombeta e avisar o povo; 4. Se aquele que ouvir o som da trombeta, não se der por avisado, e vier a espada, e o alcançar, o seu sangue será sobre a sua cabeça. 5. Ele ouviu o som da trombeta, e não se deu por avisado, o seu sangue será sobre ele; mas o que se dá por avisado salvará a sua vida. 6 .Mas, se quando o atalaia vir que vem a espada, e não tocar a trombeta, e não for avisado o povo, e a espada vier, e levar uma vida dentre eles, este tal foi levado na sua iniqüidade, porém o seu sangue requererei da mão do atalaia. 7. A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte. 8. Se eu disser ao ímpio: O ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para dissuadir ao ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, porém o seu sangue eu o requererei da tua mão. 9. Mas, se advertires o ímpio do seu caminho, para que dele se converta, e ele não se converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma. Ezequiel 33:1-9

A palavra Atalaia é sinônimo de sentinela e vigia, alguém a quem é dada a responsabilidade de guardar algo de valor.

Veja quão grande responsabilidade que temos quando sabemos algo que está levando alguém a morte espiritual e não a alertamos sobre as coisas que a estão levando a ruína.

Depois daquele dia o Senhor passou a me mostrar coisas que estavam levando pessoas a morte espiritual e que com a Palavra que Ele me havia liberado eu estava na obrigação de dizer coisas duras a muitas pessoas, que muitas vezes trouxeram consequências desagradáveis para minha vida, o que me incomodou até o dia em que eu entendi que a mensagem que estava passando, apesar de dura não era minha e sim do Senhor, e que através da minha vida Deus estava dando uma oportunidade as pessoas, dentro do livre arbítrio de cada um, de aceitar ou não o que lhes estava sendo dirigido.

Gostaria de exortar a cada um de vocês a serem um Atalaia do Senhor dentro das suas igrejas e ministérios, sem se preocupar com as consequências que isso trará e sim pensando nas vidas que estarão sendo salvas, através daqueles que ouvirem e aceitarem a correção do Senhor.

Vou terminar dizendo que leiam e ouçam com atenção a serie de posts que será publicada em breve, sem olhar para mim com raiva, ódio ou sejam resignados, pois sou apenas um Servo do Senhor, um Atalaia, que está prestes a avisar que a espada está sobre a cabeça de muitos inocentes, apenas por terem caído em um grande engano do inimigo.