A Ceia do Senhor – Texto

Graça e Paz! Meus Amados!

Nessa semana nós lembramos o sacrifício de Cristo na cruz, mas na verdade nos devemos lembrar desse sacrifício todos os dias.

Algo tem me chamado a atenção durante toda essa semana, em que eu fui em um culto na quarta-feira, em uma das igrejas que Deus me mandou ir e a ministração era sobre a Ceia do Senhor.

Eu fiquei ouvindo o ministro falar e Deus tocou no meu coração, justamente sobre tudo que aconteceu naquela semana de páscoa, desde antes a entrada triunfal de jesus em Jerusalém, aclamado pelo povo.

Na sexta daquela semana, teve a crucificação, no domingo a ressurreição. Eu fiquei ouvindo aquele ministração e a mensagem que ele dizia era sobre o pouco valor que se tem dado para a Ceia do Senhor.

Se nós formos analisar meus irmãos, todo o sacrifício de Jesus, na cruz, naquela sexta, antes da páscoa, não podemos esquecer o que Ele fez na quinta-feira.

Eu queria que vocês lessem Mateus 26:20-30, um momento de confraternização que Jesus teve com os discípulos, naquela noite, onde Ele sabia o que ia acontecer, todo o seu sofrimento, toda angústia estava no seu espírito.

Jesus estava ali com aqueles que Ele amava, com quem viveu durante aqueles três anos, Ele confraternizou com os seus discípulos, abriu seu coração.

Nos esquecemos o que representou a Ceia e damos valor a outras coisas daquela semana, não que não seja para dar valor, porém não devemos esquecer da importância daquela ceia na quinta.

Não podemos esquecer que naquele dia, o cálice da aliança foi tomado com os discípulos, que representa a nova aliança que o nosso Deus Pai todo poderoso fez conosco através do seu filho.

Ao anoitecer, Jesus estava reclinado à mesa com os Doze. 21 E, enquanto estavam comendo, ele disse: “Digo-lhes que certamente um de vocês me trairá”. 22 Eles ficaram muito tristes e começaram a dizer-lhe, um após outro: “Com certeza não sou eu, Senhor!” 23 Afirmou Jesus: “Aquele que comeu comigo do mesmo prato há de me trair. 24 O Filho do homem vai, como está escrito a seu respeito. Mas ai daquele que trai o Filho do homem! Melhor lhe seria não haver nascido”. 25 Então, Judas, que haveria de traí-lo, disse: “Com certeza não sou eu, Mestre!” Jesus afirmou: “Sim, é você” . 26 Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o, e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomem e comam; isto é o meu corpo”. 27 Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: “Bebam dele todos vocês. 28 Isto é o meu sangue da aliança (O sangue da nova e eterna aliança que o nosso Deus Pai selou conosco naquela noite), que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados. 29 Eu lhes digo que, de agora em diante, não beberei deste fruto da videira até aquele dia em que beberei o vinho novo com vocês no Reino de meu Pai”. 30 Depois de terem cantado um hino, saíram para o monte das Oliveiras.  Mateus 26:20-30

Eu fico imaginando o que passava na cabeça de Jesus naquela noite, todo o sofrimento que Ele ia passar, mas Ele tinha certeza da aliança que estava fazendo conosco, tinha certeza do que aquele sacrifício representava para toda a humanidade.

Alguém que não precisava sofrer o que Ele sofreu, o Filho de Deus, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós.

Porém naquela noite o homem estava ali, o que amava, o que compartilhava o sofrimento dos que estavam com Ele,  naquele noite Ele estava ali com o coração aberto.

Sofrendo, pois logo mais a frente a gente vê no Getsemani, pedindo para aqueles companheiros que estavam do lado dÊle ficassem com Ele, pois estava se sentindo só.

Na hora da ceia Ele sabia o que estava fazendo, na hora em que Ele partiu o pão, compartilhou o cálice, Ele sabia que estava selando uma aliança conosco, uma aliança eterna.

Eu fico imaginando o que passou na cabeça de Jesus.

Os seus discípulos sem entender muita coisa, pois a revelação ainda não havia chegado para eles, mas no coração de Jesus, no seu espírito Ele sabia.

Dizia no Seu espírito:

“Pai, eu sei tudo que Eu vou passar, sei tudo que vou sofrer, mas Eu sei Pai o porquê Eu vou sofrer, Eu sei o motivo, sei que tudo vai ser concertado a partir do meu sacrifício!”

Isso é que é entrega! isso é que é se doar! isso é que é amar!

Quando Jesus diz: “amai a seu próximo como Eu vos amei!”, nós temos que olhar para esse momento de decisão de Jesus.

O momento em que Ele bebeu o cálice, o momento em que Ele aceitou.

Nas minhas orações Deus tem me revelado coisas que eu vou viver ainda lá na frente, e todas elas eu já concordei.

Eu me sentiria constrangido em não concordar em fazer as coisas que eu vou fazer, em viver o que eu vou viver para o meu Senhor, para o Reino de Deus, se eu olhar para esse sacrifício, isso me constrange.

Quando se diz que o amor de Cristo nos constrange, nós temos que olhar para esse momento, naquela quinta-feira, a véspera do sacrifício do nosso Senhor Jesus Cristo na cruz.

Aquela quinta de decisão, onde orou e suou sangue, na madrugada da quinta para sexta-feira.

Ele sabia de tudo que ia acontecer, Ele sabia de tudo que ia passar e Ele disse eu aceito Pai.

Eu pergunto a cada um de vocês, vocês estão dispostos a aceitar tudo pelo Pai?

Vocês estão dispostos a aceitar todo sacrifício pelo Reino de Deus?

Alguns tem mania de mostrar a graça como tudo perfeito tudo maravilhoso, mas existe muito engano nesses ensinamentos.

A vida cristão é uma vida de entrega verdadeiramente em espírito e só isso, só essa entrega a Jesus, a uma vida de retidão, já representa um sacrifício, porque a nossa carne é contrária a tudo isso, a nossa carne quer todos os prazeres.

Eu queria que cada um de vocês no seu dia a dia, quando vocês olhassem as dificuldades que se apresentarem no caminho.

Quando vocês olhassem a hora de decidir se você vai se manter firme na sua caminhada cristã ou se você vai ceder aos desejos da tua carne, aos prazeres que o mundo oferece, eu queria que vocês olhassem para esse dia, de alguém que sabia do que ia passar por você, por mim, eu tenho certeza que você vai se constranger ao olhar para esse sacrifício e saber que a gente faz tão pouco, comparado ao que Ele fez.

O sangue da aliança foi derramado em favor de muitos, do Raimundo, da Fernanda, do João, de você e dos que ainda vão nascer.

Eu queria que vocês lembrassem desse sacrifício verdadeiramente, que entrasse no coração de vocês o que representou aquele sacrifício.

Falo do sacrifício daquela noite, pois ali Ele venceu tudo, venceu a carne, no Getsemani em um determinado momento Ele disse:

“Pai, afasta de mim esse cálice, mas não seja feita a minha vontade e sim a Tua!”

Quantos de nós estamos dizendo isso ao Pai e ao nosso Senhor?

Quantos de nós temos coragem de fazer isso?

Muitos pecam em pregar um excesso ao falar na graça, como também os que pecam ao pregar uma vida por obras.

Não devemos trilhar nenhum caminho nem outro, eu queria que vocês entendessem, o sacrifício que vocês tem que fazer na caminhada cristã, um sacrifício contra a carne.

Não falo de obras, de nada fora do normal.

O que Jesus fez fez foi algo fora do normal.

Eu falo aqui de controlar nossos desejos, nossas vontades, fazendo a vontade do nosso Senhor!

É esse o sacrifício que eu falo.

No getsemani, a partir do versículo 36, nos vemos aqui o que Jesus passou naquela madrugada, orando e pedindo para os discípulos vigiarem, e Ele continua pedindo:

“Raimundo Vigie! Fernanda Vigie! José Vigie! Vigie os seus caminhos! toma conta! não se desvie! não erre! mantenha uma vida de retidão com seus irmãos! Mantenha uma vida de retidão no teu ambiente de trabalho! Não seja como o mundo!”

Ele está mandando você vigiar hoje!

E os discípulos dormiram naquela noite e Ele precisava deles porque estava sentindo todos os sentimentos do mundo, tantos sentimentos, que Ele suou sangue.

Ele precisava daquelas pessoas vigiando e orando e continua dizendo isso:

“Vigia Pedro! Vigia João! Vigia Raimundo!, para que vocês não errem, porque quando vocês erram me deixam só, quando vocês falham, vocês fraquejam, quando vocês agem como o mundo, mesmo sendo cristãos, vocês me deixam só, vocês enfraquecem a minha igreja”

Ele continua falando e a gente não escuta.

Eu tenho procurado nos últimos anos fazer da minha vida um exemplo, não tem sido fácil, mas eu tenho tentado  fazer um exemplo da minha vida porque eu não quero que o meu Senhor Jesus Cristo me encontre dormindo, me encontre descansando, enquanto Ele está fazendo tudo sozinho, pois eu quero ajudá-lo.

Você pode ajudá-LO! Nós podemos ajudá-LO!

Vigiando, mantendo uma vida de retidão.

Ele fez todo esse sacrifício aqui, uma decisão muito difícil, uma aliança eterna.

Ele foi o elo de ligação entre o que havia se perdido e o novo, o novo homem, a nova criatura.

Eu fico imaginando o quão pouco nós ainda estamos fazendo para que se propague a Sua palavra, para que mais filhos se acheguem para Deus, mais irmãos do nosso Senhor se acheguem a nós.

Eu tenho certeza que se nós vigiássemos, se nós tivéssemos uma vida de retidão, uma vida cristã, um caminhar com Cristo, seguindo seus passos.

Uma vida de amor, uma vida de retidão e de paz com nossos irmãos, muitos outros se achegariam a nós, simplesmente pelo resplandecer de Cristo em nós, por essa luz de Cristo em nós, pelo nosso vigiar meus irmãos! O não dormir! Nós conseguiremos trazer outras pessoas para Jesus.

Eu quero que que vocês voltem para aquela quinta feira, onde Ele ceou com seus amigos, onde Ele firmou essa aliança, onde Ele tinha certeza do que ia acontecer, porque Deus Pai já havia revelado tudo a Ele, pois já sabia para que veio.

Muitos de nós não sabemos para que vinhemos, eu sei para que vim, eu estou começando a minha caminhada, estou só no começo.

Quantos de nós meus irmãos ainda não sabem para que veio?

Naquela noite Jesus já sabia e Ele aceitou!

Aceitou por você, por mim, pelos que ainda vão nascer…

Aceita meus irmãos o que Deus tem para você, como Jesus naquela noite aceitou o que Deus tinha para Ele, e foi graças a esse sim de Jesus que nós estamos aqui hoje livre do pecado, diante de Deus Pai todo Poderoso, de coração aberto, com a cabeça erguida, numa comunhão maravilhosa com nosso Senhor.

Mas Ele precisa que você vigie, que você tome essa decisão, que você diga:

“Sim eu aceito esse cálice! Sim eu aceito essa caminhada! Eu aceito o ministério que o Senhor me propôs! Eu aceito do jeito que me mostras-te.”

As coisas de Deus são perfeitas meus irmãos.

Nos últimos meses eu vinha me questionando muito sobre o mover de Deus, sobre a forma de Deus agir, mas eu tenho aprendido a cada dia, como é maravilhosa a forma de Deus agir, tudo é perfeito, tudo no tempo certo, tudo da forma certa.

Mas esse tempo agora é nosso, esse tempo é seu, um tempo de decisão, pois nós temos pouco tempo meus irmãos, por isso é um tempo de decisão, de dizer sim, de aceitar o que o seu Senhor tem para você.

Pense no sacrifício daquele dia, tome uma decisão mesmo antes de acontecer, mergulha meus irmãos nos braços do Pai e diga:

“Eu me entrego a Tí meu Senhor, eu aceito o que tens para mim como Jesus Cristo fez naquela noite”

36 Então Jesus foi com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e lhes disse: “Sentem-se aqui enquanto vou ali orar”. 37 Levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. 38 Disse-lhes então: “A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo”. Mateus 26:36-38

Jesus sabia o que ia acontecer por isso estava triste e se sentia só, queria seus amigos com Ele, do mesmo modo que Ele precisa de cada um de nós.

Sabemos que Ele é o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores, mas Ele precisa de mim e de você para alcançar os outros irmãos, para alcançar os outros filhos para o Pai, para proclamar essa palavra.

39 Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: “Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres”. Mateus 26:39

Façam assim meus irmãos como Jesus Fez nesse dia, faça assim com teu Pai, com teu Deus, com teu Senhor Jesus Cristo, diga:

“Pai seja como Tu queres e não como eu quero.”

Eu tenho tentado fazer assim meus irmãos, eu tenho sempre procurado fazer assim, eu só não faço assim quando não sei o que Deus quer de mim, mas sempre que eu sei eu digo:

“Seja como Tu queres e não como eu quero! Seja feita a Tua vontade e não a minha, pois a Tua vontade é perfeita! Tu conheces todas as coisas! Tu conheces o meu futuro! Tu sabes onde eu vou chegar! Então guia a minha vida, guia meu caminho!”

Entrega assim a tua vida na mão do Senhor, entrega, mas Deus precisa ouvir da sua boca, Deus precisa ouvir você dizer:

“Seja feita a Tua vontade e não a minha!”

Isso é morrer para o próprio eu meus irmãos! Isso é colocar a vontade de Deus, as coisas do Reino, acima da tua vida.

Eu tenho procurado fazer isso.

Eu estou aqui no Rio Grande do Sul hoje, porque Deus me disse um dia que eu estaria aqui.

Minha esposa queria ir para outro estado, mas eu disse a gente vai para lá.

Em uma madrugada, eu acordei com a voz do meu Senhor dizendo:

“Você já deveria estar lá a muito mais tempo!”

Naquele momento eu já sabia que Ele estava falando daqui.

Eu disse a Fernanda quando eu passei no concurso público e tive que escolher entre dez capitais:

“Eu vou colocar Curitiba como 1ª opção e Porto Alegre como 2ª, mas a gente vai para Porto Alegre, pois é lá que eu quero estar e é essa a vontade de Deus”

Eu fiz isso porque eu procuro fazer a vontade do Pai, procuro fazer a vontade do meu Senhor.

Porque não existe outro caminho seguro, não existe outro caminho melhor que esse.

Não existe caminho melhor do que fazer a vontade do Pai como Jesus fez naquela noite no Getsemani.

Façamos meus irmãos a cada dia a vontade do Pai, se entregando verdadeiramente ao nosso Senhor Jesus Cristo.

40 Depois, voltou aos seus discípulos e os encontrou dormindo. Mateus 26:40.

Que Ele não nos encontre dormindo!

Que Ele não nos encontre em caminhos que não são os da Sua vontade!

Que Ele não nos encontre errando!

Que Ele não nos encontre agindo igual o mundo!

Isso é que é dormir depois de ter aceitado Jesus como seu Senhor, depois de ser cristão, continuar a vivendo como o mundo, que Ele não te encontre mais assim vivendo como o mundo, viva como Jesus, viva como teu Senhor!

“Vocês não puderam vigiar comigo nem por uma hora?”, perguntou ele a Pedro. 41 “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26:40-41

O espírito de Jesus estava pronto para tudo, mas a carne dEle não queria, pois Ele sabia que ia ser “Moído”, que ia sofrer.

Ele tá dizendo isso para você hoje:

“Vigie, pois o seu espírito pode estar pronto, mas sua carne vai querer o contrário”

Eu tenho aprendido muito com isso, tenho tentado fortalecer o meu espírito cada vez mais e deixar a minha carne cada vez mais fraca.

Porque a vida vem do espírito, a verdadeira vida vem dEle!

42 E retirou-se outra vez para orar: “Meu Pai, se não for possível afastar de mim este cálice sem que eu o beba, faça-se a tua vontade”. 43 Quando voltou, de novo os encontrou dormindo, porque seus olhos estavam pesados. 44 Então os deixou novamente e orou pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras. 45 Depois voltou aos discípulos e lhes disse: “Vocês ainda dormem e descansam? Chegou a hora! Eis que o Filho do homem está sendo entregue nas mãos de pecadores. 46 Levantem-se e vamos! Aí vem aquele que me trai!”. Mateus 26:40-46

Meus irmãos! Vocês ainda dormem e descansam?

Chegou a hora! Chegou a sua hora! Chegou a minha hora! Chegou a nossa vez!

Na vez do nosso Senhor Jesus Cristo Ele já fez o que tinha que fazer por mim e por você, a mais de 2000 anos atrás.

Levantem-se! Vocês ainda dormem?

Vocês ainda descansam?

Chegou a hora!

De nos levantarmos como um povo santo, como uma igreja verdadeira, como uma igreja unida!

Independente de barreiras doutrinárias, independente de qualquer coisa!

Chegou a hora de nos levantarmos como a verdadeira igreja, a igreja de Cristo, do nosso Senhor Jesus!

Não durmam! Acordem!

Escutem a voz do nosso Senhor! Escutem a voz de Jesus.

Vamos retribuir o sacrifício que Ele fez na cruz, vamos retribuir todo aquele sofrimento!

Diga um sim hoje para o teu Senhor!

Não somente o aceitar Jesus como teu Senhor e Salvador, o que a maioria dos que estão me ouvindo já fizeram.

Mas aceitar a caminhada cristã, aceitar o que realmente nós viemos fazer aqui na terra.

Não é juntar dinheiro, bens aqui na terra, pois as nossas riquezas não são desse mundo.

Eu não quero juntar tesouros aqui, eu quero juntar tesouros no Reino!

E como é que a gente junta tesouros no Reino?

Trabalhando para o Reino e não para o mundo, vamos trabalhar para o Reino, vamos buscar os irmãos que estão perdidos, os drogados, os que estão caídos nas sarjetas, as prostitutas.

Jesus andava mais com prostitutas e publicanos que os próprios “Crentes”, vamos buscar esses nossos irmãos.

O espírito de Deus está clamando, o nosso Senhor está clamando!

Quando eu faço as minhas orações, Ele põe no meu coração a tristeza pelos que estão perdidos e é atras desses que eu quero ir e eu tenho ido, no meu trabalho e em todos os lugares que eu posso eu dou uma palavra, eu dou a palavra da Salvação, a verdadeira palavra, a palavra de vida.

Saia do teu lugar de conforto, tire essa vergonha que você tem, não é vergonhoso ser cristão , você deve ter orgulho de servir ao teu Senhor!

Abra a tua boca, proclame a palavra do Reino, seja uma luz para o mundo, diga sim ao Pai.

“Que seja feita a tua vontade e não a minha, eu vou Pai proclamar as boas novas do Reino!”

Façam isso! Nós somos um exército, Jesus era um só e fez tudo isso por nós.

Vamos formar um exército de Salvação, para salvar vidas, para salvar almas, limpar as feridas, libertar os cativos de satanás.

Vamos, vamos juntos meus irmãos preparar o caminho para a volta do nosso Senhor Jesus Cristo!

Nós juntos podemos, uma igreja unida, única, uma verdadeira Igreja de Cristo, onde Ele é o único e verdadeiro.

Vamos meus irmãos, eu quero ouvir um sim de cada um de vocês, um sim e uma confissão a Deus pai e Todo Poderoso e ao nosso Senhor Jesus Cristo:

“Pai que seja feita a tua vontade e não a minha, que sejam os Teus caminhos e não os meus caminhos, que seja a Tua linha perfeita, reta  e não os meus caminhos tortos que embaraçam meus pés!”

Peça a teu Senhor Jesus para desembaraçar os teus pés para uma caminhada verdadeira rumo aos objetivos do Reino de Deus.

Viva cada dia não imaginando o que você vai ganhar financeiramente, mas as vidas que você vai ganhar.

Viva cada dia pensando se você está agradando a teu Senhor Jesus Cristo e a Deus Pai Todo Poderoso e não preocupado se está agradando a homens, viva meu irmão assim!

Não preocupado com o que o mundo vai pensar de você ou o que o mundo vai dizer de você, mas o que o teu Deus e o teu Senhor Jesus vai pensar de você.

Retribua o sacrifício feito na cruz a mais de 2000 mil anos atras, lembre da decisão que Jesus teve que tomar na quinta feira, na ceia, naquela aliança que Ele fez com você e comigo, que nos redimiu de todos os pecados.

Vivam a cada dia lembrando disso meus irmãos, retribuindo o que foi feito e eu tenho certeza que nem que você vivesse um milhão de anos conseguiria retribuir o que foi feito naquele dia.

Eu peço aqui em nome do Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo, que os corações de todos vocês sejam invadidos com a paz e com o amor do nosso Senhor e que Ele mostre o amor que Ele tem por cada um de vocês.

Para que vocês saibam o quanto Ele vos amam, e o quanto Ele sofre por aqueles que estão perdidos, pois o mesmo amor que Ele tem por mim e por você Ele tem por aquela prostituta, por aquele bêbado, pelo drogado, pelo viciado, é o mesmo amor, é um amor só.

Ele não me ama mais do que a você e nem mais a você do que a mim.

Que vocês sintam esse amor no coração, que esse amor invada o coração de vocês e que a paz do nosso Senhor Jesus Cristo também invada o coração de vocês e que as suas mentes sejam libertas de todos os pensamentos que os deixam cativos.

Para que vocês possam abrir seus olhos e enxergar verdadeiramente qual o caminho que o nosso senhor Jesus Cristo quer para vocês!

Eu rogo a Ele que tudo isso seja feito por vós, para que vocês possam encontrar aquele lugar que vai agradar ao Pai verdadeiramente, para que vocês possam ser luz para o mundo e para que a luz do nosso Senhor resplandeça cada dia mais na vida de vocês.

Para que nos possamos juntar essa igreja, reunir essa igreja para o retorno do nosso Senhor Jesus Cristo.

Eu agradeço por mais essa oportunidade e digo a vocês que eu não vou parar de falar as coisas que o Espírito Santo de Deus me manda falar, eu não vou me calar.

Posso ser mal interpretado por alguns, rejeitado por outros, eu só não quero ser rejeitado por meu Deus e pelo nosso Senhor Jesus Cristo.

Vou continuar pregando o que tiver de pregar, continuar falando o que tiver de falar, revelando para vocês o que meu Senhor e Deus Pai revela.

Eu vou continuar nessa caminhada e quero a cada dia ajuntar um povo, um povo cada vez maior, não um povo de igreja A, B ou C, um povo da Igreja de Cristo, um povo verdadeiro, adorador do Senhor, com o coração entregue a Ele.

Eu sei que assim nós alcançaremos a plenitude do que Deus tem para nós nessa vida.

Quero terminar dizendo que o amor de Cristo está dentro de mim e eu desejo que esse amor esteja também dentro de cada um de vocês, inundando vocês.

Quero dizer que esse amor que está em mim é o amor que eu sinto por cada um de vocês, e dizer que eu amo a cada um dos homens e mulheres desse mundo, um amor na mesma porção que eu tenho pelos meus filhos e pela minha esposa, porque esse é o verdadeiro amor, um amor sem egoísmo, e é esse amor que eu quero que vocês sintam, pois esse é o amor do nosso Pai e do nosso Senhor!

Uma semana abençoada e que a graça e paz do nosso Senhor estejam com vocês!