O que você espera do próximo ano?

vida eterna

Hoje mais um ano termina, apesar de preferir ver o tempo como algo contínuo e a vida como algo sempre ascendente, gostaria de dizer umas palavras para que talvez, sem querer ser presunçoso, possa fazer com que sirvam de combustível para alguns que, por algum motivo possam estar desanimados com as intempéries que a vida tem lhes imposto. Saibam que as vezes coisas desagradáveis aos nossos olhos ocorrem nas nossas vidas, porém aprendi com o passar dos anos, e já se passaram alguns desde que nasci, que tudo nessa vida tem um propósito determinado por Deus e se algo aconteceu comigo é porque foi permitido por Ele, pois não a nada que se passe na terra sem o pré-conhecimento do Altíssimo. Não me entendam mal, não estou dizendo que Deus fez algo de ruim para você, apenas estou dizendo que decisões que você tomou em algum momento de sua vida, sem medir as consequências, os levaram para essa situação que o desagradou. Por outro lado muitas dessas situações serviram para moldar o seu caráter e prepará-lo para coisas futuras, que sem essa preparação seria impossível você conseguir superá-las. Entendam hoje que em nenhum momento de suas vidas Deus esqueceu de você, mesmo que muitas vezes isso possa ter passado pela sua mente, pois nos momentos de desespero que essas decisões te levaram, as coisas ficaram tão confusas, que o teu entendimento ficou nulo e o teu coração de tão conturbado não conseguiu perceber o agir de Deus para aliviar seu sofrimento, pois nas mínimas coisas Ele se fez presente nesses momentos de dor. Saibam que vejo muitas pessoas correndo de um lado para o outro, buscando um lugar de conforto, e muitos até conseguem, mas vejo também cada vez mais uma sociedade vazia de tudo que é mais importante para que essa terra sobreviva por mais algum tempo sem que todos se autodestruam como uma bomba relógio programada para explodir a qualquer momento: O AMOR! Se o homem compreendesse que tudo se resume em amar ao próximo como a si mesmo, se anular em favor do outro, ser instrumento de paz e não de ódio, sofrimento e rancor na vida daqueles que o rodeia, tudo seria mais fácil. Jesus resumiu os mandamentos em dois: Amar ao seu Deus, de todo o seu coração e sobre todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo. O apóstolo João foi mais além e disse que Deus é amor e quem não ama o seu irmão não conhece a Deus. Como disse, não gosto de particionar o tempo e sim de vê-lo como nosso Deus, Criador de todas as coisas vê, como um todo, como algo que se perpetua para sempre, até a Eternidade, mas se tivesse de desejar algo para o ano que vem, desejaria ao mundo que: “AMASSEMOS UNS AOS OUTROS COMO JESUS NOS AMOU”, pois Aquele que estava desde o princípio, que tudo foi feito por Ele e para Ele, deixou a Sua Glória e deu a sua vida por toda a humanidade, para que nos fosse permitido mais uma vez nos relacionarmos com Deus.

Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade!