O quanto o amor ao dinheiro tem nos afastado do Reino de Deus?

Esse post é parte 2 de 9 na série Exortações!

Graça e Paz amados!

A alguns meses atrás tive uma visão sobre esse assunto e nessa madrugada fui conduzido novamente em espírito onde o Senhor me mostrou algo mais sobre isso.

Gostaria de começar com dois textos bíblicos:

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. Mateus 6:24

“Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. Lucas 16:13

A primeira visão, a uns meses atrás, foi assim:

“Na visão que eu tive na madrugada, estava em uma sala relativamente pequena e dentro dessa sala haviam duas máquinas enormes logo a minha frente, uma do meu lado esquerdo e outra do meu lado direito.

Em espírito eu sabia que se tratava de duas máquinas copiadoras, as máquinas eram tão grandes que ocupavam praticamente toda a sala.

Em determinado momento se levantavam de cada máquina uma folha, que tinha mais ou menos o tamanho A4.

Na folha da direita estavam impressas notas de cem reais e na da esquerda eram notas verdes, que provavelmente seriam dólar.

Nesse instante ouvi a voz do Senhor que me disse:

“Pegue Raimundo!”

Assustado eu respondi:

“Senhor são apenas cópias, não tem valor, como eu vou pegar e usá-las?”

Ele me respondeu:

“Sim são cópias, é assim o dinheiro do mundo!”

Na madrugada de hoje, dia 13 de novembro de 2012, ao me deitar por volta da uma hora, o Senhor me disse que me acordaria as 3:00 h e era para eu ir para sala orar.

Por volta das 3:00 hs Ele me acordou como havia me dito e prontamente fui até a sala, onde dobrei meus joelhos e disse:

“Eis me aqui Senhor!”

Não me recordo o que aconteceu depois, apenas que despertei sentado no outro sofá, porém em um intervalo que durou cerca de uma hora, entre dobrar meus joelhos e despertar no outro sofá, fui conduzido em espírito a um lugar no campo, cercado de montanhas, onde presenciei os fatos a seguir:

“Fui conduzido para um vale, descendo as montanhas, e cheguei a um lugar plano onde havia uma grande árvore frondosa, havia alguém ao meu lado que me mostrava aquelas coisas e que havia me conduzido até ali.

Enquanto observava a árvore, vi que ela estava cheia de grandes frutos, eram frutos vermelhos, que conversavam entre si, gabando-se das riquezas que tinham angariado na vida, enquanto isso, aquele que estava do meu lado, abria a minha visão e me mostrava as riquezas das quais aqueles frutos tanto se orgulhavam. Vi muitas industrias e construções as quais eles se referiam.

Era um grande alvoroço naquela árvore, porém percebia-se que o único assunto eram as riquezas de cada um e o quanto um tinha a mais que o outro.

Em um determinado momento, alguns daqueles frutos se abriram e deles saíram pequenos frutos, ou filhos daqueles frutos.

Então ouvi a voz de um deles que disse:

“É a hora do banquete, vamos nos fartar!”

Imediatamente todos os frutos grandes avançavam sobre aqueles que haviam nascidos deles e começavam a devorá-los!”

Despertei sentado no sofá, atribulado com o que havia visto, voltei a dormir  e hoje pela manhã tive a direção de escrever para vocês sobre isso, levando em conta a visão que tive a uns meses atrás.

Vou falar um pouco aqui sobre isso que o Senhor me mostrou, porém gostaria que cada um refletisse, pedindo ao Espírito Santo que vos revele e vos faça refletir sobre essas coisas.

A pergunta desse post nos faz refletir se estamos dando mais valor a pregação do Evangelho, a Santidade no Senhor, ou ao dinheiro?

Até onde essa quase obcessão que vemos nos dias de hoje em busca da prosperidade tem nos afastado do verdadeiro objetivo do Evangelho que é a Santificação para que estejamos prontos, como Noiva, para a volta do Senhor?

Muitos acham que temos muito tempo, mas eu vos digo:

“É Chegada a Hora!”

Falo isso, pelas revelações do Fim dos Tempos que o Senhor vem me dando, e que nos próximos posts começarei a compartilhar com vocês, porém antes disso tive a direção de me apresentar a vocês, como profeta do Senhor, chamado desde o ventre da minha mãe, tendo recebido a primeira profecia aos oito anos de idade.

Para isso estarei publicando uma série de postagens com o título:

“Porque vocês devem ouvir o que eu digo?”

Para que vocês entendam a seriedade dos tempos que estamos vivendo, posso adiantar do que se tratam algumas das revelações que o Senhor vem me dando sobre os Tempos do Fim, as que Ele me permitir postarei aqui depois da série de posts que falei acima:

  • Quando ocorrerá o Inicio do derramamento das sete taças da ira de Deus com as sete pragas (Apocalipse 15 e 16) e consequentemente o fim da graça, segundo Apocalipse 15:8 “O santuário ficou cheio da fumaça da glória de Deus e do seu poder, e ninguém podia entrar no santuário enquanto não se completassem as sete pragas dos sete anjos. “, pois se ninguém entra no Santuário não há mais intercessor;
  • Em que mês e ano começa e termina essas pragas, que durarão um ano até se completarem;

Muitos pensam em angariar riquezas, que não terão sequer tempo para usá-las, e esquecem da brevidade da volta do Senhor, por isso tive a direção de ser mais claro sobre essa brevidade daqui para frente.

Observe que na primeira visão o Senhor compara o dinheiro desse mundo a dinheiro falso, ou seja, a verdadeira riqueza vem do Reino de Deus e está com o Senhor.

Na segunda a situação fica ainda mais claro, de quantos estão se perdendo por conta desse amor ao dinheiro, pois ao final banqueteiam-se com os frutos da própria carne, por amor a esse dinheiro.

Isso me faz refletir sobre muitas Igrejas e Ministérios que por amor ao dinheiro devoram as ovelhas de Deus, que não são suas na verdade, são do Senhor, e que nessa visão o Senhor me mostra o quão cegos pelas riquezas eles ficaram ao ponto de devorarem seus próprios frutos.

Isso me faz lembrar uma palavra do Senhor em Mateus 23:23-28:

“23. Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês dão o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, mas têm negligenciado os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vocês devem praticar estas coisas, sem omitir aquelas. 24. Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo. 24.“Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça. 25. Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo. 26. “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície.  27. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade.  Mateus 23:23-28″
Quero mostrar para vocês que é um momento de termos pressa, pois segundo o que o Senhor tem me mostrado, por conta dessa falta de amor verdadeiro ao Senhor e do amor as riquezas e as coisas do mundo, o Senhor que os Santifica não está tendo vez no meio da igreja.
E que segundo Ele tem me mostrado, se Sua vinda ocorresse hoje, apenas 30% dos que estão nas igrejas seriam levados com Ele.
Por isso deixo essa última pergunta para vocês:
“Até onde o seu amor ao dinheiro está te afastando do Reino de Deus e de quem deveria ser o seu único e verdadeiro amor: Jesus Cristo?”