Se Tu Podes Crer; Tudo é Possível ao que Crê. ( Parte II )

Esse post é parte 2 de 2 na série Tudo é Possível ao que Crê!

AS16-118-18885_bg

“A coisa mais importante na vida de um ser humano é sua fé. A Bíblia diz: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.” (Hebreus 11.6 – RA) Vemos em hebreus capitulo onze, também denominado galeria da fé, homens e mulheres que por crerem alcançaram grandes vitórias. Na biografia da Igreja vemos um grande questionamento entre os ministros do Senhor, porque algumas pessoas são curadas e outras não.”

Segundo Agostinho de Hipona todo ser humano é dotado de fé, uma vez que a alma humana recebe diretamente de Deus a faculdade de descobrir a verdade ou as ideias que na inteligência divina criadora deram origem a todos os entes.

A questão é o que fazemos com nossa fé. Por este motivo o texto diz sem fé é impossível agradar a Deus, (sem fé Nele) isto porque Deus sabe que temos fé, no entanto podemos direcioná-la como desejarmos. Incredulidade diz respeito a uma condição que tem origem em experiências individuais de cada ser humano, determinando com isto se sua fé será natural (física) ou salvifica (em Deus).

No entanto é o desejo humano que irá definir a condição de crédulo ou incrédulo na vida de um individuo eis a razão pela qual a incredulidade impede que Deus se aproxime do ser humano ou mesmo que opere um milagre.

Historicamente a fé moveu revoltas sociais, culturais, guerras tiveram sua motivação na fé. Deus sabe que todo ser humano é dotado de fé, por isto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e não apenas isto, creia que Ele se torna galardoador dos que buscam conhecê-lo, buscam sua vontade, sua face.

A palavra galardoador tem como raiz o vocábulo galardão, que significa recompensa, premio. Já o termo galardoar significa dar um galardão, também entendido como aliviar, consolar, remunerar. Quando nos aproximamos de Deus, crendo que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam, podemos não só alcançar o que nossos irmãos da galeria da fé alcançaram, mas recebermos de Deus o alivio, o consolo, a remuneração, o premio conquistado por seu filho Jesus, para todos aqueles que creem no seu nome. Vejamos se isto é verdade.

E, descendo ele do monte, seguiu-o uma grande multidão. E eis que veio um leproso e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra. ( Mateus 8. 1-3 Ilumina Gold, 2009 – RC)

E certa mulher, que havia doze anos tinha um fluxo de sangue, e que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior, ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua vestimenta. Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei. E logo se lhe secou a fonte do seu sangue, e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. ( Marcos 5. 25-29 Ilumina Gold, 2009 – RC)

E eis que uns homens transportaram numa cama um homem que estava paralítico e procuravam fazê-lo entrar e pô-lo diante dele. E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado e, por entre as telhas, o baixaram com a cama até ao meio, diante de Jesus. E, vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Homem, os teus pecados te são perdoados. E os escribas e os fariseus começaram a arrazoar, dizendo: Quem é este que diz blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão Deus? Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, respondeu e disse-lhes: Que arrazoais em vosso coração? Qual é mais fácil? Dizer: Os teus pecados te são perdoados, ou dizer: Levanta-te e anda? Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra poder de perdoar pecados (disse ao paralítico), eu te digo: Levanta-te, toma a tua cama e vai para tua casa. E, levantando-se logo diante deles e tomando a cama em que estava deitado, foi para sua casa glorificando a Deus. E todos ficaram maravilhados, e glorificaram a Deus, e ficaram cheios de temor, dizendo: Hoje, vimos prodígios.( Lucas 5. 18-26 Ilumina Gold, 2009 – RC)

E, levantando-se dali, foi para os territórios de Tiro e de Sidom. E, entrando numa casa, queria que ninguém o soubesse, mas não pôde esconder-se, porque uma mulher cuja filha tinha um espírito imundo, ouvindo falar dele, foi e lançou-se aos seus pés. E a mulher era grega, siro-fenícia de nação, e rogava-lhe que expulsasse de sua filha o demônio. Mas Jesus disse-lhe: Deixa primeiro saciar os filhos, porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. Ela, porém, respondeu e disse-lhe: Sim, Senhor; mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos. Então, ele disse-lhe: Por essa palavra, vai; o demônio já saiu de tua filha. E, indo ela para sua casa, achou a filha deitada sobre a cama, pois o demônio já tinha saído. ( Marcos 15. 24-30 Ilumina Gold, 2009 – RC)

E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe e dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico e violentamente atormentado. E Jesus lhe disse: Eu irei e lhe darei saúde. E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado sarará, pois também eu sou homem sob autoridade e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu criado: faze isto, e ele o faz. E maravilhou-se Jesus, ouvindo isso, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé. Mas eu vos digo que muitos virão do Oriente e do Ocidente e assentar-se-ão à mesa com Abraão, e Isaque, e Jacó, no Reino dos céus; 12os filhos do Reino serão lançados nas trevas exteriores; ali, haverá pranto e ranger de dentes. Então, disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E, naquela mesma hora, o seu criado sarou.( Mateus 8. 5-13 Ilumina Gold, 2009 – RC)

Gostaria de chamar sua atenção para algo em comum nos textos acima, onde podemos ver claramente uma expressão de fé. O leproso vence a barreira cultural e aproxima-se de Jesus mesmo estando ciente de que isto poderia conduzi-lo ao apedrejamento, ele tinha fé de que Jesus poderia cura-lo o que não sabia é se ele queria; a mulher do fluxo de sangue propôs em seu coração, se tão somente eu tocar a orla da sua veste ficarei curada, quem ensinou isto a ela! A certeza de que Jesus poderia curar levou os amigos de um homem a uma atitude extrema para coloca-lo frente ao mestre; primeiro os filhos devem ser servidos, o que dizer da resposta de Jesus ao pedido de uma mulher; dize apenas uma palavra e o meu criado sarará disse o centurião.

O que moveu estas pessoas a tais atitudes, Fé! A fé moveu estas pessoas e por causa da fé receberam o seu milagre. A fé encorajou aquele leproso; a fé disse a mulher do fluxo de sangue, basta tocar; a fé levou aqueles homens a destelharem a casa conduzindo seu amigo a presença de Jesus; a fé levou aquela Siro-fenícia a uma postura humilde o que lhe deu sua vitória; a fé revelou ao centurião, basta uma palavra.

A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver.(Hebreus 11. 1 Ilumina Gold, 2009 – NTLH)

Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.(Hebreus 11. 1 Ilumina Gold, 2009 – RA)

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem.(Hebreus 11. 1 Ilumina Gold, 2009 – RC)

Aquele pai veio a Jesus, no entanto lhe faltava fé, pois não tinha certeza se Jesus podia lhe ajudar este certamente é o problema de muitas pessoas. A incredulidade é o único fator que pode impedir alguém de receber um milagre, por este motivo Jesus responde ao questionamento daquele pai dizendo: Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê. O desejo de Jesus era fazer mais que um milagre, seu desejo era conduzir de volta ao Pai àquele que se havia perdido.

E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade. (Marcos 9.24 Ilumina Gold 2009- RC)

Se tu puder crer… Jesus condiciona o milagre à fé, temos aqui uma grande lição, “… Eu creio Senhor! Ajuda a minha incredulidade…” disse aquele pai. É possível crer ao mesmo tempo em que se é incrédulo?

Como já dito, fé salvifica (em Deus) é uma questão de decisão, este pai entendeu que mesmo seu filho estando naquela situação ele precisava ter fé, no entanto ele confessa ao Senhor Jesus que é incrédulo diante daquele problema. Não se pode dizer que existem graus de fé, pois estaríamos normatizando algo que é individual o que vai contra a Palavra de Deus, ocorre, no entanto que a fé pode se tornar pequena diante de um determinado problema. Por exemplo, é mais fácil crer na cura de alguém que fraturou a perna do que na cura de alguém que está com câncer. Isto foi o que Jesus disse aos apóstolos quando questionado sobre o porque não puderam eles fazer nada diante daquela situação.

Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Porque não pudemos nós expulsá-lo? E Jesus lhes disse: Por causa da vossa pequena fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá – e há de passar; e nada vos será impossível. (Mateus 17. 19-20 RC Ilumina Gold 2009).

Jesus esta dizendo que a fé deles é pequena mas, se tivessem fé do tamanho de um grão de mostarda que é um dos menores grãos existentes nada lhes seria impossível. Obviamente os apóstolos tinham fé, no entanto sua fé se tornou pequena ao se depararem com o problema daquele pai, isto é o que acontece com muitos cristãos, homens e mulheres de Deus que tem sucumbido diante de um determinado problema.

A maior lição sobre a fé ensinada por Cristo está na passagem citada acima, a solução para a falta de fé diante de um problema é decidir ter fé, esta decisão é o grão de mostarda que lhe fará dizer ao monte passa daqui para acolá e ele há de passar; e nada vos será impossível.

Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.(Romanos 1.17 RC Ilumina Gold 2009)

Se você hoje se encontra incrédulo diante de um problema, tome uma decisão. Decida crer!

Só existe um caminho para o justo, ter fé em Deus; fé para entregar sua vida, seu caminho a Deus, fé para crer na sua palavra, fé para conduzir a família, fé para educar os filhos, fé para ser prospero, fé diante de todo e qualquer problema, fé…

Tomei a decisão de crer, será que minha fé já pode vencer o problema? Uma vez que decidimos crer é necessário agir conforme a fé, “… direis e este monte: passa daqui para acolá e ele há de passar”, para tal é necessário uma vida de oração, de contato com a Palavra, uma vez que a fé vem (é gerada) pelo ouvir a Palavra de Deus.

E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo. (Romanos 10.17 RC)

Ao escrever este post o Espírito Santo falou claramente ao meu espírito, muitos não recebem seu milagre por indecisão, ou por acharem que sua fé ainda não é suficiente. Será que a fé deste pai se tornou grande o suficiente para receber seu milagre pelo fato de ter sido persuadido por Jesus? Não, é claro que não.

No entanto sua decisão foi crer, independente da condição em que se encontrava seu filho, independente do que ele mesmo pensava, sentia sobre a questão. O grão de mostarda é na verdade uma decisão que deverá se refletir em uma nova postura diante do problema, onde a pratica da fé encontra o verbo (Jesus) e este produz o milagre.

“… Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!” (Marcos 9.24 Ilumina Gold 2009- RA)

Vendo Jesus que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai deste jovem e nunca mais tornes a ele. E ele, clamando e agitando-o muito, saiu, deixando-o como se estivesse morto, a ponto de muitos dizerem: Morreu. Mas Jesus, tomando-o pela mão, o ergueu, e ele se levantou. (Marcos 9.25-27 Ilumina Gold 2009- RA)

Observemos o exemplo de Jesus: Ele se volta ao menino e dá uma ordem a causa do problema, “espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai deste jovem e nunca mais tornes a ele”…, o resultado não poderia ser outro, “e ele, clamando e agitando-o muito, saiu, deixando-o como se estivesse morto, a ponto de muitos dizerem: Morreu.”

O olho humano viu apenas a criança caída completamente desfalecida a ponto de pensarem, morreu. Qual foi a atitude de Jesus, “… tomando-o pela mão, o ergueu, e ele se levantou”.

Este é o exemplo a ser seguido, tomar uma decisão, entrar em contato com a palavra, praticar a fé, poderíamos descrever nestes três estágios esta passagem.

Querido leitor, se tu podes crer tudo é possível ao que crê.

Decida-se por Jesus, entre em contato com sua Palavra e prepare-se, para viver o sobrenatural de Deus, pois nada lhe será impossível.

Navegar na Série<< Se Tu Podes Crer! Tudo é Possível ao que CRÊ! Parte I

Tags , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *