O Reino dos Céus, Jesus e o Deus Eterno! Texto

Graça e Paz meus irmãos!

Hoje nós vamos falar sobre algo que Deus pôs no meu coração, uma passagem em 1° Coríntios 15:22-28, que traz mais luz sobre algo que já falamos aqui, sobre o Reino dos Céus que já chegou, complementando o que foi dito sobre uma profecia de Daniel.

Uma linha de pensamento diz que o Reino ainda não começou e só começará no advento da segunda vinda de Cristo, mas eu reafirmo aqui que a partir do momento que você aceita Jesus como seu Senhor e Salvador o Reino passa a se manifestar na sua vida, pois você se torna portador dele através do Espírito Santo que passa a habitar em você.

Outra coisa que Ele me mostrou também aqui é a falta de reverência que muitos deixaram de ter com o Deus Pai, o Deus Eterno.

Eu sei que Jesus e o Pai são um só, mas ao mesmo tempo são distintos um do outro, isso se percebe pois Jesus sempre se referia ao Deus Pai como outra pessoa e com reverência, dizendo que todas as coisas lhe tinham sido dadas pelo Pai, com isso Ele queria dizer que todo poder e autoridade que Ele tinha, veio do Pai.

Eu tenho repetido aqui meus irmão que quando alguém olha para mim e não vê Jesus Cristo eu fico muito triste e afirmo aqui com toda a convicção que quando vocês olham para Jesus e não vêem o Deus Pai vocês estão entristecendo o teu Senhor, Jesus Cristo.

Digo isso porque a cada dia mais Cristo está em mim e assim vou conhecendo ainda mais o Seu caráter, e sinto em meu espírito quando algo O entristece.

Gostaria de dar um exemplo para que o entendimento humano possa compreender, usando exemplos desse mundo secular, e peço perdão ao meu Deus e ao meu Senhor por fazer isso, mas é necessário para que eu seja compreendido perfeitamente:

“Imaginem um estado ou um país, que tem um governante que o comanda desde a sua fundação e em determinado momento esse governante, para honrar alguém, resolve transferir o comando desse governo por um tempo a essa pessoa, até que ela obtenha a sua máxima exaltação.

O novo governante assume, o tempo vai passando e as pessoas começam a esquecer-se daquele que fundou e instituiu o governo naquele lugar e passam apenas a honrar e glorificar o atual governante, esquecendo que o atual, apesar de ser o herdeiro um dia devolverá o Governo àquele que o instituiu governo sobre aquele lugar.

O governante atual continua tendo a mesma reverência para aquele que o pôs ali e que foi o responsável por tudo que existe naquele lugar, mas ao olhar para os seus súditos fica muito triste pois eles esqueceram a quem não poderiam jamais esquecer.

Esqueceram ainda que o governo será devolvido e o atual governante se submetera àquele que o instituiu no governo e todos em um determinado momento estarão sujeitos novamente ao que tudo constituiu.”

 Volta a repetir aqui depois desse exemplo:

 “Da mesma forma que eu me entristeço quando olham para mim e não veiem mais Jesus Cristo em mim, Jesus se entristece quando olham para Ele exclusivamente se ver mais o Pai, o Deus Eterno.”

 Vocês vão ver nessa passagem abaixo e entenderão o recado de Paulo, pois todo excesso é perigoso.

Muitos que estão criticando a idolatria, estão esquecendo do Criador, do Deus Eterno, Pai do nosso Senhor Jesus Cristo.

Se apeguem na palavra, nas Escrituras Sagradas, entendam o que ela diz, para não cometerem erros.

Eu falei aqui sobre o Reino, pois nessa passagem Ele me mostrou quando o Reino será devolvido por Jesus ao Deus Pai, o que fica claro que o Reino já está nas mãos de Jesus, Ele é o Rei dos Reis o Senhor dos Senhores hoje, o Reino já foi entregue nas mãos de Jesus pelo Deus Pai, mas quando o último inimigo for vencido, a morte, o Reino será devolvido ao Deus Eterno.

Quando nós, no advento da segunda vinda de Jesus, formos transformados ainda vivos, não passando pela morte, ela que é o último inimigo, terá sido vencida.

Nessa passagem em 1 Coríntios 15:20-29 que veremos abaixo, Paulo estava falando com convertidos que discutiam se existia ou não ressurreição dos mortos e ele começa a dizer a eles que não fazia sentido a discussão pois se não houvesse ressurreição o que eles estavam pregando sobre Jesus era tudo em vão.

Mais ainda, que se não houvesse a esperança da ressurreição para que ter enfrenado tantos perigos para pregar o evangelho de Cristo, se fosse assim melhor seria que todos fossem viver uma vida como os outros, mundana, pois nada daquilo que eles estavam fazendo e pregando fazia nenhum sentido.

 20 Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias (Isto é, os primeiros frutos.) dentre aqueles que dormiram. 21 Visto que a morte veio por meio de um só homem, também a ressurreição dos mortos veio por meio de um só homem. 22 Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados.

Nós nascemos de novo em Cristo, fomos resgatados da condição de morte para uma condição de vida.

23 Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem.

Aqui está falando da segunda vinda de Jesus.

Paulo diz aqui que Jesus foi o primeiro e na sua segunda vinda os que lhe pertencem ressuscitarão, ou seja, os que morreram em Cristo, nascidos de novo, os que O confessaram como Senhor e Salvador, e os que estiverem vivo nesse momento, terão os corpos glorificados e não passarão pela morte.

Vemos aqui que só ressuscitarão os que morreram nEle, os demais continuarão dormindo e só depois dos mil anos de reinado ressuscitarão.

4 Vi tronos em que se assentaram aqueles a quem havia sido dada autoridade para julgar. Vi as almas dos que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus. Eles não tinham adorado a besta nem a sua imagem, e não tinham recebido a sua marca na testa nem nas mãos. Eles ressuscitaram e reinaram com Cristo durante mil anos. 5 (O restante dos mortos não voltou a viver até se completarem os mil anos.) Esta é a primeira ressurreição. 6 Felizes e santos os que participam da primeira ressurreição! A segunda morte não tem poder sobre eles; serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante mil anos. Apocalipse 20:4-6.

24 Então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai,

Veja que aqui diz:

“Quando Ele entregar o Reino a Deus, o Pai”.

Meus amigos só se entrega algo que já se tem posse, nessa passagem fica claro que Jesus é o detentor do reino Hoje, e que quando o fazemos Senhor e Salvador, e Seu Espírito vem habitar em nós, nós tornamos portadores do Reino através do Seu Espírito.

É claro aqui que todo aquele que nasceu de novo em Cristo é portador do Seu Espírito e consequentemente traz o Reino dos Céus para sua vida.

 depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder. 25 Pois é necessário que ele reine até que todos os seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés.

Jesus sentou a direita de Deus meus irmãos, depois da sua ressurreição e ascendeu aos céus depois de 40 dias com os apóstolos, para que a promessa do Pai se cumpra e todos os inimigos de Jesus sejam subjugados:

 41 Então Jesus lhes perguntou: “Como dizem que o Cristo é Filho de Davi? 42 “O próprio Davi afirma no Livro de Salmos: “ ‘O Senhor disse ao meu Senhor: Senta-te à minha direita 43 até que eu ponha os teus inimigos como estrado para os teus pés’ (Sl 110.1) Lucas 20: 41-43

Salmo 110

 Salmo davídico.

1 O SENHOR disse ao meu Senhor: “Senta-te à minha direita até que eu faça dos teus inimigos um estrado para os teus pés”.

 Este salmo é claramente apocalíptico. Ele traz um luz para essa passagem em 1 Coríntios.

 2 O SENHOR estenderá o cetro de teu poder desde Sião, e dominarás sobre os teus inimigos! 3 Quando convocares as tuas tropas, o teu povo se apresentará voluntariamente. (A Septuaginta diz contigo está o principado.) Trajando vestes santas, (Vários manuscritos do Texto Massorético e outras versões antigas dizem Dos santos montes.) desde o romper da alvorada os teus jovens virão como o orvalho. (A Septuaginta, a Versão Siríaca e vários manuscritos do Texto Massorético dizem antes da aurora eu o gerei.)

Olha que paralelo maravilhoso aqui com Apocalipse e 1 Corintios.

Nessa passagem fica claro que os de vestes brancas são os mortos em Cristo e os Glorificados ainda em vida no advento da segunda vinda de Jesus.

4 O SENHOR jurou e não se arrependerá: “Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque”. 5 O Senhor está à tua direita; ele esmagará reis no dia da sua ira.

O Salmo fala claramente de Juízo Final.

 6 Julgará as nações, amontoando os mortos e esmagando governantes (Ou cabeças) em toda a extensão da terra. 7 No caminho beberá de um ribeiro, e então erguerá a cabeça. Salmo 110.

11 Dia após dia, todo sacerdote apresenta-se e exerce os seus deveres religiosos; repetidamente oferece os mesmos sacrifícios, que nunca podem remover os pecados. 12 Mas quando este sacerdote (Jesus Cristo – Observação Minha) acabou de oferecer, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita de Deus. 13 Daí em diante, ele está esperando até que os seus inimigos sejam colocados como estrado dos seus pés; 14 porque, por meio de um único sacrifício, ele aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados. Hebreus 10:11-14

Aqui confirma mais uma vez que Jesus Reina ao lado do Deus Eterno.

O Reino dos Céus está em Suas mãos.

Deus colocou o Reino nas mãos de Jesus pela sua obediência até a morte, porque através dEle nos fomos redimidos e nada mais justo do que Ele reinar sobre nós que nascemos de novo nEle, se tornando assim súditos do Nosso Senhor Jesus Cristo e do Reino dos Céus.

Tenha certeza que o Reino dos Céus já está dentro de você, pois quando você fez Jesus como seu Senhor e Salvador o Rei veio habitar dentro de você e com Ele todo o Reino.

Voltando a falar da reverência que devemos ter com o Deus Eterno, se formos analisar as vezes que Jesus falava do Deus Pai, do Deus Eterno, sempre falava com reverência e respeito a autoridade superior do Pai, mostrando o amor e submissão que tem por Ele e hoje eu vejo muitas pessoas esquecendo o Deus Eterno.

Vocês podem me dizer que Eles são um só, mesmo sendo algo difícil de entender Eles são um e ao mesmo tempo tem a sua individualidade como se não fosse.

Muitos que criticam outros que não olham para Jesus, estão esquecendo o Deus Pai, o Deus Eterno.

Não esqueçam nunca que o Deus pai foi quem concedeu todo poder e autoridade a Jesus e essa passagem deixa claro que quando a promessa do Pai ao Filho se cumprir na sua totalidade o Reino será devolvido ao Deus Pai e o Filho se submeterá a Ele.

26 O último inimigo a ser destruído é a morte. 27 Porque ele “tudo sujeitou debaixo de seus pés” (sl 110).

Aqui fica claro que os principados e potestades já estão sujeitos a Jesus Cristo, faltando apenas a morte ser sujeitada a Ele, pois o próprio Jesus morreu, apesar de ter ressuscitado ao terceiro dia, e nós ainda morremos, apesar de termos nascido de novo.

Para os que duvidam que os principados e potestades ainda não estão sujeitos a Jesus, ao nome que o Deus Pai Lhe deu, que é sobre todo o nome o maior, eu quero te dizer:

  • Que quando em nome de Jesus eu reprendo um espírito imundo que está atormentando alguém e ele me obedece ele está sendo subjulgado por Jesus.

  • Quando eu em nome de Jesus oro por um enfermo, reprendendo a doença ou o espírito de enfermidade que está agindo na vida daquela pessoa e ele se submete, ele está sendo subjugado por Jesus e se você ainda não tomou posse desse nome, procure tomar, pois em nome do Nosso Senhor Jesus Cristo todas as coisas já estão sujeitas, faltando apenas a morte.

Quando Jesus morreu e ressuscitou dos mortos, os principados e potestades foram derrotados e Satanás foi derrotado naquele exato momento por Jesus.

Satanás continua reinando apenas na vida daqueles que ainda não tomaram posse do que tem direito.

 Ora, quando se diz que “tudo” lhe foi sujeito, fica claro que isso não inclui o próprio Deus, que tudo submeteu a Cristo. 28 Quando, porém, tudo lhe estiver sujeito,

Aqui Paulo fala da morte que será vencida quando nós formos arrebatados ainda em vida, sem passar pela morte, no advento da segunda vinda de Jesus.

Nesse exato momento a morte terá sido subjugada, pois os eleitos não terão sofrido o seu aguilhão.

então o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, a fim de que Deus seja tudo em todos.

Aqui fica claro que Jesus entregará o Reino ao Deus Pai e se sujeitará a Ele.

Quando eu vi esse final aqui meus irmãos eu fiquei maravilhado com o que vai acontecer conosco quando o Senhor Jesus devolver o reino ao Deus Pai.

Nós sabemos que o Espírito Santo esta em sua plenitude, na sua totalidade de dons em Jesus.

Sabemos que Jesus é o resplendor da glória de Deus.

E aqui fala que assim que Ele devolver o Reino ao Pai nós teremos essa plenitude em nós e então seremos verdadeiramente um só com o nosso Senhor, com o Pai e com os nossos irmãos.

A mensagem que eu quero deixar aqui meus irmãos é que devemos crescer com o nosso Senhor Jesus Cristo, sem esquecer o Deus Pai, porque na plenitude dos tempos nós seremos um só com Eles e teremos a plenitude do nosso Deus Eterno em nós.

Outra coisa é que temos que ter a consciência que o Rei, Jesus Cristo, habita em nós que o fizemos Senhor e Salvador e que os principados e potestades já estão sujeitos a Ele e basta invocarmos o Seu nome para que eles se submetam a sua autoridade trazendo o reino dos Céus para as nossas vidas.

Não esqueçam que o único caminho da Salvação é Jesus Cristo, porém não esqueçam o Deus Eterno, o Pai, olhem para Jesus e vejam o Deus Pai e olhem para o Deus Pai e vejam Jesus, pois Eles são um e ao mesmo tempo são distintos e ambos merecem a devida reverência.

Eu garanto a vocês que quanto mais vocês conhecerem o caráter do nosso Senhor Jesus Cristo entenderão o que eu quero falar aqui.

Fiquem com Deus e que a graça e a Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo estejam com vocês!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *