Porque vocês devem ouvir o que eu digo? Parte V

Esse post é parte 5 de 13 na série Porque vocês devem ouvir o que eu digo?

Na cidade em que fiquei entre 2008 e 2010, conheci verdadeiramente o Senhor, pois fiz a confissão conforme a palavra em Romanos 10:9-11:

9. A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 11. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. 12. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.
A partir dessa confissão meus olhos se abriram e minha comunhão com Deus aumentou ainda mais e comecei a entender verdadeiramente o meu chamado.
Em agosto de 2010 cheguei a Porto Alegre sem saber o que me esperava seis meses depois. Em fevereiro de 2011, no dia 28, durante uma ministração de um homem enviado por Deus, que eu havia conhecido na cidade em que morei por 2 anos, tive a maior experiência com Deus que já havia tido até aquele dia.
Debaixo de muito poder, recebi uma ordem daquele ministro para erguer as mãos e ao fazer isso fui eletrocutado com o poder que veio sobre mim, que me deixou por quase 30 minutos sem controle do meu corpo, caído no chão.
Nesse dia todas as minhas angústias foram retiradas de mim, minha mente foi reescrita e só ficou o amor por Deus e pela humanidade, fui curado ainda de uma lesão no cérebro, herança de um dos acidentes de 1992/1993.
Ainda nesse dia o ministro impôs as mãos na minha cabeça e Bradou:
“Profeta Ungido de Deus!”
Naquele dia entendi que era um espírito e que meu lugar era com Deus, meu Pai, e a partir daquele dia seria capaz de fazer qualquer coisa por Ele e para o Seu Reino.
A partir desse dia tive meus olhos espirituais abertos e passei a ter visões mais claras sobre as coisas que iriam acontecer, passei a ver anjos, demônios e coisas do futuro, não só meu, mas de homens escolhidos por Deus e de toda a humanidade.
Em março de 2011, em uma madrugada o Senhor me disse:
“Você terá um filho e  ele será um homem de Deus!”
No mesmo período Ele disse a minha esposa que ele iria reinar e que seu nome deveria ser Filipe, com ‘i’.
O que escreverei daqui para frente, ainda não foi dito na integra a ninguém, pois só agora o Senhor me autorizou a divulgar, pois se refere ao meu chamado como Profeta do Senhor:
No dia 24 de maio de 2011, por volta das 3 da tarde, estava em casa concertado algumas coisas e de repente ouvi a voz do Senhor que me disse repetidamente:
“Vá para o seu quarto orar!!!”
Acompanhado dessa ordem, vinha sobre mim uma onda de poder que eu quase não conseguia me manter de pé.
Fui para o meu quarto, e ao dobrar os joelhos aos pés da cama, comecei a ter as seguintes visões:
“Ví uma mulher, que parecia a minha esposa, em trabalho de parto, enquanto via que a criança nascia. Imediatamente ouvi a voz audível do Senhor que me disse:
Ele é meu! Você aceita?
Mal podia falar, pois estava debaixo de muito poder, porém respondi com muita dificuldade: Sim Senhor!
Em seguida passei a ter outra visão, dessa vez eu estava vestido como um guerreiro para batalha, com uma espada empunhada na mão direita, a minha frente estava um dragão, que representa Satanás, ele porém era umas cinco vezes maior que eu, porém eu continuava a lutar com ele, sem medo.
Em um determinado momento ele abria a sua boca e abocanhava a minha cabeça, me erguendo do chão, nesse momento senti a dor física da minha morte, acompanhado dos sentimentos dessa morte.
Em seguida o Senhor me falou em voz audível:
“Você aceita passar por isso?”
Chorando muito eu respondi: Sim Senhor!
Sabia que o Senhor estava me perguntando naquele momento se eu aceitaria, se fosse preciso, até morrer por Ele.
As visões continuaram e eu muito debilitado, me arrastei até subir na cama, pois estava sem forças, ao me deitar tive mais uma visão:
O Senhor me mostrou a minha filha, Raissa, porém não me falou nada. Imediatamente eu perguntei a Ele:
“Senhor o que vai acontecer com ela?”
Ele me respondeu:
“Ela vai estar comigo e com a igreja!”
Nesse momento senti no meu espírito a dor da separação da minha filha amada, era uma dor insuportável, uma tristeza imensa, e pela primeira vez eu respondi: Não Senhor!
Ele fez um silêncio breve e me falou:
“É o melhor lugar que ela poderia estar com as coisas que vão acontecer!”
Naquele momento entendi que o Senhor estava falando do arrebatamento e que minha filha seria arrebatada com a igreja enquanto eu ficaria aqui, na grande tribulação, para proteger e guiar o remanescente do Povo de Deus que não subirá com a igreja.
Ao entender o que Ele quis dizer eu respondi: Sim Senhor!
Em seguida Ele me mostrou dois homens, porém não me disse nada sobre eles, os dois trabalhavam comigo e enquanto estavam lá Deus deu sinais para os dois que Ele era comigo e ambos passaram a buscar a Deus, porém sei que tenho ainda algo para fazer com os dois.
Na sequencia tive a última visão:
“Ví um campo verde, uma planície, onde pairava a paz e aquela paz invadiu o meu coração suplantando toda tristeza que havia passado enquanto tinha aquelas visões e o Senhor me disse:”
“E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão e o animal cevado andarão juntos, e um menino pequeno os guiará. Isaias 11:6”
Naquele momento entendi o que viria depois daquele sofrimento, coisas que a princípio pareciam difíceis para mim, agora se tornaram pequenas pelo tamanho da grandeza do amor e da paz que havia invadido o meu ser.
Na madrugada seguinte, dia 25 de maio, acordei e vi os céus abertos e o Senhor entre as nuvens que me disse com uma forte voz:
“Sempre fui eu, de todas as formas e maneiras, nunca duvide!”
Três dias depois, em uma conferência em São Paulo, dia 28 de maio, Vem sobre mim um poder tão forte, enquanto eu chamo Deus de Pai, que me joga no chão, me deixando completamente sem voz.
Ao me levantar, Deus levanta um rapaz que estava do meu lado, enquanto eu estou de joelhos orando, que impõe a mão sobre mim para que eu volte a falar, porém sua voz muda e Deus começa a falar através dele:

Sempre fui eu quem falou com você nos seus sonhos, de todas as formas e maneiras, não duvide nunca. Eu te escolhi desde o ventre de sua mãe, você é meu, tudo que você passou na sua vida foi para te trazer até aqui. Tudo isso aqui é para você, o tema dessa conferência é pra você, “HOMENS DE HONRA’. Nos últimos meses os pregadores nos lugares que você passou estavam falando para você, sou Eu falando com você (Isso vinha acontecendo com frequência e eu achava que era coisa da minha cabeça, apesar de Fernanda dizer que eles estavam pregando para mim). Você me pediu em suas orações prosperidade financeira para ajudar aos outros, Eu vou dar, para Você, tanto, tanto, que vai sobrar para ajudar os outros. Você me pediu para consertar algumas coisas, nesse momento no outro auditório essas coisas estão sendo resolvidas. Nesse momento eu estou desfazendo todas as obras de Satanás na sua vida. Eu te separei por cabeça, nenhum homem irar impedir os propósitos que Eu tenho para sua vida.” Então o rapaz bateu três vezes nas minhas costas e me disse: “Neste momento eu te dou autoridade sobre os homens.

Ao terminar de profetizar o rapaz foi lançado sobre as cadeiras como se um fio de alta voltagem o tivesse tocado.

Na madrugada seguinte, dia 29 de maio, acordei no quarto do hotel que estava com um cheiro de um vinho doce, era o sinal que o meu Senhor estava ali, comigo.

Por volta das 06:00hs acordei com a voz audível do Senhor que me mandava ler Atos 10:19-20:

“E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três homens te buscam.  Levanta-te pois, desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei. “
Ao mesmo tempo o Senhor me mandou ligar para minha irmã que ela tinha algo para me dizer.
Ela me disse que havia sonhado naquela noite que homens estavam a minha procura para me entregar um caminhão cheio de sandálias, porém não eram sandálias comuns, elas podiam ser colocadas sobre as sandálias velhas.
Além de confirmar que pessoas estavam a minha procura, Deus havia dito algo mais para minha irmã, aquelas sandálias tinham um significado: Santidade, um caminho por onde as pessoas deveriam ser guiadas nesses últimos dias.
Ao chegar ao último dia da conferência o ministro diz que pregaria sobre Atos 10, falaria sobre Cornélio, um homem justo e temente a Deus, a quem Deus enviara Pedro. Disse ainda que nunca havia visto um anjo, mesmo sendo cristão, porém anjos foram a casa daquele homem pois Deus havia ouvido as preces dele.
A conferência terminou com a ceia e no momento dela, veio mais uma vez aquele poder sobre mim e nesse momento tive a seguinte visão:
“Vi a terra, do alto, e um pé enorme sobre Ela e a voz do Senhor que me disse:
“Cumpra a minha promessa!”
Imediatamente eu respondi que cumpriria a  promessa do Senhor de levar as boas novas a todas as nações:
Mas importa que o evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações.  Marcos 13:10″
Ao voltar para o hotel, naquela tarde de domingo, fiz o seguinte pedido ao Senhor:
“Senhor me mostra o que vou fazer para Tí”
Ele me respondeu:
“Vá para a Igreja de Pinheiros que te mostrarei!”
Chegando a noite fui até aquela igreja, perto do final, veio muito poder sobre mim e comecei a orar em outras línguas, de uma forma que nunca havia orado antes, eram línguas diferentes da que eu estava acostumado, e o mais diferente era a autoridade que sentia estar sobre mim naquele momento.
Ao balançar das minhas mãos, pessoas nos bancos próximos eram cheias do Espírito Santo, outras se abraçavam e pulavam incontrolavelmente, com o amor que estava sobre eles, os obreiros estavam sem entender nada e sem saber como agir.
Ao olhar na direção do púlpito, que ficava a uns 10 metros de onde eu estava, vi que um profeta do ministério, que tinham o dom de saber o que se passava no íntimo das pessoas, me olhava fixamente, cheio do Espírito ,segurando uma pilastra para não cair pelo tamanho poder que estava naquele lugar.
Fitei seus olhos e naquele momento veio sobre mim uma autoridade que jamais tinha provado, ao mesmo tempo que um sentimento de reprovação em relação aquele profeta.
Com um simples olhar, ele como uma criança, escondeu-se atrás da pilastra, com uma criança com medo.
Perguntei ao Senhor o que estava acontecendo ali, pois até aquele momento só havia conhecido o amor de Deus, e aquele sentimento de reprovação estava me assustando, Ele me respondeu:
“Esse é o sentimento de um Pai, quando um filho quer saber das coisas antes da hora!”
Saí daquele lugar com a certeza que Deus havia me capacitado com poder para fazer a Sua obra e havia entendido ali o que significava a autoridade sobre os homens que Ele havia me concedido.
A partir daquele dia, podia sentir a vida de Deus até nas plantas, via o movimento dessa vida em tudo que tinha vida.
A noite liguei para o irmão Vando Itamar que me deu a seguinte palavra do Senhor:

Ageu 2:20-23 (A palavra do Senhor veio a Ageu pela segunda vez, no dia vinte e quatro do nono mês: “Diga a Zorobabel, governador de Judá, que eu farei tremer o céu e a terra. Derrubarei tronos e destruirei o poder dos reinos estrangeiros. Virarei os carros e os seus condutores; os cavalos e os seus cavaleiros cairão, cada um pela espada do seu companheiro”. “Naquele dia”, declara o Senhor dos Exércitos, “eu o tomarei, meu servo Zorobabel, filho de Sealtiel”, declara o Senhor, “e farei de você um anel de selar, porque o tenho escolhido“, declara o Senhor dos Exércitos.

Na madrugada do dia 31 de maio, já em Porto Alegre, ouvimos próximo ao lado oposto a cabeceira da cama que haviam anjos ministradores orando, eu não via nada só ouvia a voz deles, porém não conseguia entender a língua que eles falavam.

Eu falei para ela: “tem anjos aqui no quarto” ela me respondeu que sim e apontou para o mesmo lugar que eu estava olhando, em seguida tive uma visão, onde eu via de uma vista superior, como se estivesse no alto.

Na visão um homem de camisa social azul, com mangas compridas, sentado em uma mesa de trabalho, a visão me parecia como se eu visse por entre as nuvens.

Nesse momento, entre as nuvens, apareceu um valor, que não tinha cifra monetária, era apenas números, que passavam em uma velocidade alta e com muitos números, então uma voz falou:

“Quinhentos milhões”.

Em seguida toquei na minha esposa e ela viu um homem com uma pasta entrando onde eu trabalho para me entregar algo.

Eu me levantei e comecei a seguir os anjos, pois eles começaram a se retirar do quarto, mesmo sem os ver, eu ouvia as suas vozes, e os segui até o quarto do filho que Deus havia me prometido onde eles pararam de falar.

Aquela visão confirmava o que eu tinha ouvido no final de semana, na conferência, o Senhor estava confirmando que não faltaria recursos para obra que Ele havia me mostrado para esses últimos dias.

Depois disso o sobrenatural de Deus não parou mais de se manifestar na minha vida.

Passei a ver os anjos que me protegiam, e os demônios que me cercavam, por várias vezes um “Vento impetuoso” invadiu o meu apartamento, mesmo com todas as janelas fechadas.

Em uma dessa vezes, com o meu apartamento cheio da Glória do Senhor, olhei para a minha esposa e minha filha que estavam deitadas na cama, e vi que os rostos delas estavam diferentes, minha esposa parecia ter uns 15 anos e seu rosto era como uma pintura, o mesmo havia acontecido com minha filha e comigo, pois ela havia dito a mesma coisa sobre o meu rosto.

Sobre isso o Senhor me disse algo que mudou muito dos meus conceitos, Ele me disse:

“As pessoas se preocupam com a aparência e sofrem quando ficam velhas, porém naquele dia eu Te mostrei como vocês são de verdade, em espírito!”

Mas não parou por aí, no dia 24 de junho, em uma aula de um seminário que eu fazia, o ministro, o mesmo profeta daquela igreja,  falava sobre Davi que era um homem segundo o coração de Deus, e que o Espírito de Deus andava toda terra em busca de um coração segundo o Seu coração e quando Ele encontrava pairava sobre essa pessoa.

Nesse exato momento veio um poder sobre mim que me encheu de uma forma que mudou até o meu rosto, fiquei imóvel por quase meia hora, o irmão Vando Itamar que estava ao meu lado orava pedindo: Papai! Devolve ele.

Eu estava lá, só não conseguia me mexer pelo tamanho poder que estava sobre mim, porém tinha visões de coisas que deveria fazer.

O Ministro  percebeu e mandou que tirassem uma foto, que foi publicada no Facebook.

Depois de todas essas coisas, orei por pessoas e vimos coletivamente um fogo branco descendo sobre nós.

Em outra ocasião pedi a Deus para olhar a Sua face, no dia seguinte, enquanto orávamos, tive a direção de me sentar em um determinado lugar, meu corpo começou a vibrar, com o poder que veio sobre mim e escutei a voz do Senhor que me disse:

“Levante a cabeça!”

Olhei e vi aquele mesmo irmão que havia profetizado para mim em São Paulo, porém ele estava diferente, havia um sorriso e mexia a sua boca bem levemente, como se me falasse: Eu estou aqui!

Em um momento ele piscou os olhos e balançou a cabeça como se acordasse de um sonho, fui em sua direção e ele me disse que lembrava apenas que estava olhando para mim e uma luz começou a brilhar sobre mim e ele não lembrava de mais nada a partir daquele momento.

A resposta do Senhor ao meu pedido era:

“Eu sou a sua imagem e semelhança, para qualquer homem que você olhar estará me vendo!”

Os sinais não param e em Julho de 2011 Deus me fala que derramaria sobre mim a Unção de Todos os Profetas, ao mesmo tempo que levanta uma irmã que me diz:

“Deus está derramando sobre você a unção dos 4 grandes profetas da Bíblia.”

Outra irmã se levanta no meio de um culto e diz:

“O Senhor está te levantando como coluna do Templo de Deus!”

Nesse mesmo mês minha esposa viaja para outro estado e durante os dias que ela viajou, acordei todas as madrugadas com uma das mãos estendidas para o corredor, em uma dessas madrugadas, vejo um ser,  no corredor do meu apartamento, com uma das mãos estendidas em minha direção, enquanto eu estendia a minha também em sua direção.

Ele tinha pouco mais de um metro de altura e seu corpo era uma chama de fogo, apenas seus olhos eram brancos, sei que ele estava ali para me trazer algo do meu Senhor!

Posso continuar escrevendo por horas as maravilhas que aconteceram no ano passado, porém tive a direção do Senhor em parar por aqui hoje e continuar no próximo post.

Continua…

Navegar na Série<< Porque vocês devem ouvir o que eu digo? Parte IVPorque vocês devem ouvir o que eu digo? Parte VI >>

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *