O Reino dos Céus não é mais tomado a força!

jerusalem

Jesus Disse:

“Digo-lhes a verdade: Entre os nascidos de mulher não surgiu ninguém maior do que João Batista; todavia, o menor no Reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele.” (Mateus 11:11,12)

De que força Jesus estava falando, quando disse que antes dEle o reino era tomado a força?

Eu respondo: Antes da vida de Jesus os homens eram salvos pelas suas obras!

Jesus na sequência do texto começa a questionar justamente isso, pois o acusam de ser comilão e beberão e amigo de publicanos e pecadores, apesar dos sinais que o acompanhavam, enquanto João que jejuava e não bebia vinho era acusado de ter espírito de demônio…

Vejo hoje se repetir na igreja de nossos dias o mesmo que acontecia ali nos tempos de Jesus, pois os homens continuam tentando conquistar o Reino dos Céus pela força do braço, por obras, seja da forma que for, seja o nome que vocês dão a essas obras, onde bastaria apenas a fé em Jesus para que o Reino fosse posto a disposição da igreja aqui na terra…

Do outro lado vejo uma igreja que aponta o dedo para os irmãos, em nome de uma “santidade”, da mesma forma que apontava o dedo para Jesus, vivendo da mesma forma por obras, querendo santificar-se a si mesmo, onde o Espírito Diz: “Eu Sou o Senhor que os santifica!” (Levítico 20:8; 21:15; 22:32;21:8;22:9;21:23; Êxodo 31:13, etc…)

E ainda:   “Esta é a palavra do Senhor para Zorobabel: ‘Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito’, diz o Senhor dos Exércitos.” (Zacarias 4:6)

Vejo que nem um nem outro compreendeu o Evangelho, pois a única coisa que salva é a fé em Jesus Cristo que nos santifica pela Palavra, pois o Senhor também disse: Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:17)

Não faço aqui apologia libertinagem, pois o Senhor também disse:

Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”. (João 14:21)

Afirmo aqui que a  igreja que vive por obras rejeita o sacrifício de Jesus na Cruz e ainda não têm o Espírito Santo, pois é o Espírito que nos convence do Pecado, da Justiça e do Juízo:

“Mas eu lhes afirmo que é para o bem de vocês que eu vou. Se eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas se eu for, eu o enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Do pecado, porque os homens não crêem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e vocês não me verão mais; e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado.” (João 16:7-11)

A igreja que aponta o dedo para o irmão tentando impor regras que só caberia ao Espírito está se colocando no lugar do Juiz e a esses a Ira está reservada, da mesma forma como foi com o que se rebelou e quis se assentar no trono de Deus…

Meditem no texto abaixo e vejam o quanto a igreja de hoje se parece com esses, com seus fardos pesados, e como Jesus os repreendeu severamente:

(Mateus 11:11-30)

“Digo-lhes a verdade: Entre os nascidos de mulher não surgiu ninguém maior do que João Batista; todavia, o menor no Reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele. Pois todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. E se vocês quiserem aceitar, este é o Elias que havia de vir. Aquele que tem ouvidos, ouça! “A que posso comparar esta geração? São como crianças que ficam sentadas nas praças e gritam umas às outras: ‘Nós lhes tocamos flauta, mas vocês não dançaram; cantamos um lamento, mas vocês não se entristeceram’. Pois veio João, que jejua e não bebe vinho, e dizem: ‘Ele tem demônio’. Veio o Filho do homem comendo e bebendo, e dizem: ‘Aí está um comilão e beberrão, amigo de publicanos e “pecadores” ’. Mas a sabedoria é comprovada pelas obras que a acompanham”. Então Jesus começou a denunciar as cidades em que havia sido realizada a maioria dos seus milagres, porque não se arrependeram. “Ai de você, Corazim! Ai de você, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados entre vocês tivessem sido realizados em Tiro e Sidom, há muito tempo elas s e teriam arrependido, vestindo roupas de saco e cobrindo-se de cinzas. Mas eu lhes afirmo que no dia do juízo haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês. E você, Cafarnaum: será elevada até o céu? Não, você descerá até ao Hades! Se os milagres que em você foram realizados tivessem sido realizados em Sodoma, ela teria permanecido até hoje. Mas eu lhes afirmo que no dia do juízo haverá menor rigor para Sodoma do que para você”. Naquela ocasião Jesus disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado. “Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser  revelar. “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

 

 

 

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *