O que realmente significam as “Brasas Vivas” em Romanos 12:20 ?

basas

Já vi algumas pessoas pregarem sobre a passagem em Romanos 12:20 e eu mesmo já havia lido várias vezes essa mesma passagem, porém por ter ouvido outras vezes falarem a mesma coisa sobre essa passagem, meu entendimento humano estava cauterizado e só conseguia entender o que haviam me mostrado sobre ela.

Vejam o que o trecho em questão diz:

“Pelo contrário: “Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele“.    Romanos 12:20″

Nas pregações que havia ouvido sempre falavam que ao orarmos pelos que nos perseguem, ou seja, os nossos inimigos, eles quebrantariam o seu coração e mudariam suas atitudes.

Não estou dizendo que isso não é verdadeiro, porém não é o caso dessa passagem em questão, onde nessa semana o Espírito Santo me disse o que verdadeiramente estava querendo dizer ao inspirar o apóstolo a escrever isso na sua carta aos Romanos.

Temos uma passagem em Mateus 5, onde o próprio Senhor Jesus fala que devemos orar pelos que nos perseguem que confirma que devemos orar por esses e amá-los , pois se os odiarmos e amaldiçoa-los estaremos nos tornando iguais a eles, porém nós somos filhos de Deus e não do mundo e não devemos agir dessa maneira.

“Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo’. Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguempara que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.  Mateus 5:43-45″

No final o Senhor termina falando que Deus faz raiar o sol e cair chuva sobre todos, se observarmos como ele finaliza aqui, Jesus está dizendo que todos estão debaixo das bençãos de Deus, independente do estado espiritual, pela Sua  longanimidade.

Aqui Jesus já nos dá um sinal para entendermos Romanos 12:20, pois se Deus manda sol e chuva para todos, bons e maus, justos e injustos, Ele também julgará ambos, ou seja, derramará juízo sobre ambos, justos ou injustos, quem quer que seja.

A Palavra de Deus tem que ser vista com a revelação do Espírito Santo e não com o nosso entendimento humano, pois ele é muito limitado, porém Deus só revela a sua Palavra para aqueles que verdadeiramente buscam a Sua Verdade e não interpretações dela baseado em interesses próprios.

Falo essas coisas, pois Deus tem falado comigo muito na Sua Palavra e me mostrado essas verdades que Ele quer  mostrar para esses últimos dias.

Para entendermos o que o Espírito Santo quis dizer em Romanos 12:20, temos que entender o versículo anterior que diz:

“Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: “Minha é a vingança; eu retribuirei”, diz o Senhor.  Romanos 12:19

Enquanto eu lia essa passagem nessa semana o Senhor me mandou voltar e ler esse versículo e me disse que as pessoas tem ensinado errado sobre o significado dessas brasas, pois nos ensinam que essas brasas é o poder de Deus para converter as pessoas para o bem ou no caso de crentes que se desviaram fazer com que eles voltem para o Caminho novamente.

Porém nesse dia, o Senhor ao me mandar ler o verso 19 me mandou observar que o Apóstolo ao citar a Lei em Deutenorômio 32:35,  falava da ira de Deus que viria sobre aqueles que perseguiam os justos, como podemos ver no versículo completo:

A mim pertence a vingança e a retribuição. No devido tempo os pés deles escorregarão; o dia da sua desgraça está chegando e o seu próprio destino se apressa sobre eles. ”  Deuteronômio 32:35

Ou seja, o Senhor me mostrou na Sua Palavra o que realmente significavam as Brasas Vivas sobre as cabeças dos que perseguem os justos.

Saibam que ao orar por aqueles que vos perseguem, sem odiá-los ou julgá-los, você está trazendo sobre as cabeças dessas pessoas o Juízo de Deus, pois ao fazer isso você está entregando o julgamento para quem verdadeiramente tem autoridade de Julgar e Deus como Justo Juiz, dará a cada um a sua devida retribuição.

Se julgarmos ou amaldiçoar-mos os que nos perseguem e ofendem estaremos dando lugar para o mesmo Juízo de Deus sobre nossas vidas, pois no texto citado no verso 20, que se refere a Provérbios 25:21-22, na parte final que o apóstolo não cita, diz que o Senhor recompensará também aos que orarem pelos que usarem de benignidade com os seus inimigos.

“Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele, e o Senhor recompensará você.  Provérbios 25:21-22

Essa recompensa nada mais é do que um julgamento justo entre você e o que lhe persegue, trazendo juízo sobre a vida dele, que terá a devida retribuição.

Meus caros, queria encerrar dizendo que fiz isso por todos que me perseguiram e  tentaram ceifar a minha vida, quem conhece a minha história sabe do que estou falando, e a pouco mais de três anos orei perdoando a todos os que haviam atentado contra mim e pedi que o Senhor tocasse o coração deles para que me deixassem viver em paz.

Muitas coisas aconteceram com a maioria dessas pessoas, alguns perderam cargos importantes e foram presos e outros foram acometidos de enfermidades e outros assassinados.

Não quero aqui dizer que Deus fez todas essas coisas, quem lê entenda, quero apenas dizer que ao fazer isso entreguei na mão do verdadeiro Juiz, que ao julgar entrega cada um na mão de quem lhe é devido, os que são Seus aos seus anjos, e os que não são ao seu verdadeiro dono.

A alguns meses atrás enquanto ia para o trabalho, tive uma visão com duas dessas pessoas que me perseguiam e o Senhor me disse:

“Eles ainda desejam tirar sua vida!”

Em seguida me mostrou que um sofreria um acidente de automóvel e o outro seria acometido de uma enfermidade.

No mesmo instante eu disse ao Senhor que não gostaria que nem um mau acontecesse a nenhum deles e prontamente fiz uma oração pedindo que o coração deles fossem tocados para que os planos malignos dos seus corações fossem retirados, porém se eles não mudassem a intenção do coração que fosse feito de acordo com a Sua Justiça, pois os planos do meu Senhor para a minha vida não poderiam ser interrompidos por ninguém, quem quer que fosse, nem mesmo eu.

Falo todas essas coisas para que vocês entendam coisas que sempre aconteceram em relação aos que nos perseguem e nós não temos explicação, para que cada um de vocês aprendam e entendam que enquanto estivermos agindo com nossas próprias forças contra aos que nos ofendem e nos perseguem, estamos retendo e adiando o Julgamento do Senhor. Porém devemos interceder por essas pessoas verdadeiramente de coração, pois o mesmo Juiz que os julgará conhece os segredos mais profundos do teu coração e se houver falsidade nele, o mesmo Juiz julgará você com a mesma medida.

Fiquem na Paz do único e verdadeiro Justo Juiz, que julga com imparcialidade e retidão!

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

6 respostas para O que realmente significam as “Brasas Vivas” em Romanos 12:20 ?

  1. Bruno D'Jesus diz:

    Que Deus o abençoe por compartilhar essa revelaçao varao !! Gostaria se possivel que voce comentasse sobre o que a biblia relata no livro de Isaias 6:6 … graçae paz !

  2. Bruno D'Jesus diz:

    Varao que Deus continue o abençoando … agradeço por voce ter compartilhado conosco essa revelaçao;foi muito edificante. Aproveitando a oportunidade gostaria que se possivel o varao comentasse sobre o que diz no livro de Isaias 6:6 … graça e paz !

  3. francisco coelho de lima diz:

    amado irmao ao darmos de comer e beber a estas pessoas estas brasas podem traser em um serto mometo na vida das pessoas que nos perseguem remorso,comocao pois elas receberam o bem jesus sempre fazia o bem aos que o perseguiam e muitos dos que o perseguiam reconheceram que jesus era realmente o filho de Deus, quero dizer que ao pagarmos o mal com o bem estas pessoas podem recomhecer que estao erradas e alcansar libertacao para suas almas

    • Meu caro, entendo o que você quer dizer e não estou dizendo que devemos odiar os que nos perseguem, também não estou falando que Jesus disse diferente, estou afirmando aqui que nesta passagem em Romanos que faz referência a Provérbios 25, mas também não podemos esquecer que ela se refere a Deuteronômio 32:35 que diz: “A mim pertence a vingança e a retribuição. No devido tempo os pés deles escorregarão; o dia da sua desgraça está chegando e o seu próprio destino se apressa sobre eles. “. Em nenhum momento odiei os que me perseguiam, pelo contrário, mesmo quanto tentaram tirar a minha vida por várias vezes, e ainda tem esse desejo, sempre pedi a Deus que tirasse esse desejo do coração deles, porém meu caro, quero dizer que a longanimidade de Deus tem um limite e quando se persegue um Servo de Cristo se persegue a Cristo, ou já esquecestes do que o Senhor disse a Paulo na estrada de damasco: “Saulo Saulo, porque me persegues”, ou também já esquecestes o que aconteceu com Herodes quando ele perseguia a Igreja, prendendo a uns e matando a outros discípulos do Senhor: “Um Anjo do Senhor o tocou e foi comido por vermes”. O problema que igreja de hoje não vive o evangelho e não é perseguida, por isso não conhece o Juízo de Deus sobre os seus perseguidores, conhece apenas a religiosidade de ir aos cultos duas ou três vezes por semana e orar como ovelhinhas de presépio e conhecem Deus apenas de ouvirem falar e não como deveriam conhecer. Volto a afirmar: Continuem amando os que vos perseguem, porém não esqueça que os planos de Deus não podem ser frustrados para a Sua Igreja e ninguém, digo novamente, ninguém tocará em um servo Seu que tenha um propósito firme e fiel para Ela.

      “4 Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que você me persegue? ” Atos 9:4

      “Nessa ocasião, o rei Herodes prendeu alguns que pertenciam à igreja, com a intenção de maltratá-los, e mandou matar à espada Tiago, irmão de João. Vendo que isso agradava aos judeus, prosseguiu, prendendo também Pedro, durante a festa dos pães sem fermento. Tendo-o prendido, lançou-o no cárcere, entregando-o para ser guardado por quatro escoltas de quatro soldados cada uma. Herodes pretendia submetê-lo a julgamento público depois da Páscoa.
      Pedro, então, ficou detido na prisão, mas a igreja orava intensamente a Deus por ele.
      Na noite anterior ao dia em que Herodes iria submetê-lo a julgamento, Pedro estava dormindo entre dois soldados, preso com duas algemas, e sentinelas montavam guarda à entrada do cárcere. Repentinamente apareceu um anjo do Senhor, e uma luz brilhou na cela. Ele tocou no lado de Pedro e o acordou. “Depressa, levante-se! “, disse ele. Então as algemas caíram dos punhos de Pedro. O anjo lhe disse: “Vista-se e calce as sandálias”. E Pedro assim fez. Disse-lhe ainda o anjo: “Ponha a capa e siga-me”. E, saindo, Pedro o seguiu, não sabendo que era real o que se fazia por meio do anjo; tudo lhe parecia uma visão. Passaram a primeira e a segunda guarda, e chegaram ao portão de ferro que dava para a cidade. Este se abriu por si mesmo para eles, e passaram. Tendo saído, caminharam ao longo de uma rua, e de repente, o anjo o deixou. Então Pedro caiu em si e disse: “Agora sei, sem nenhuma dúvida, que o Senhor enviou o seu anjo e me libertou das mãos de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava”.
      Percebendo isso, ele se dirigiu à casa de Maria, mãe de João, também chamado Marcos, onde muita gente se havia reunido e estava orando. Pedro bateu à porta do alpendre, e uma serva chamada Rode veio atender. Ao reconhecer a voz de Pedro, tomada de alegria, ela correu de volta, sem abrir a porta, e exclamou: “Pedro está à porta! ” Eles porém lhe disseram: “Você está fora de si! ” Insistindo ela em afirmar que era Pedro, disseram-lhe: “Deve ser o anjo dele”. Mas Pedro continuou batendo e, quando abriram a porta e o viram, ficaram perplexos.
      Mas ele, fazendo-lhes sinal para que se calassem, descreveu como o Senhor o havia tirado da prisão e disse: “Contem isso a Tiago e aos irmãos”. Então saiu e foi para outro lugar.
      De manhã, não foi pequeno o alvoroço entre os soldados quanto ao que tinha acontecido a Pedro. Fazendo uma busca completa e não o encontrando, Herodes fez uma investigação entre os guardas e ordenou que fossem executados. Depois Herodes foi da Judéia para Cesaréia e permaneceu ali durante algum tempo. Ele estava cheio de ira contra o povo de Tiro e Sidom; contudo, eles haviam se reunido e procuravam ter uma audiência com ele. Tendo conseguido o apoio de Blasto, homem de confiança do rei, pediram paz, porque dependiam das terras do rei para obter alimento. No dia marcado, Herodes, vestindo seus trajes reais, sentou-se em seu trono e fez um discurso ao povo. Eles começaram a gritar: “É voz de deus, e não de homem”.
      Visto que Herodes não glorificou a Deus, imediatamente um anjo do Senhor o feriu; e ele morreu comido por vermes. Entretanto, a palavra de Deus continuava a crescer e a espalhar-se.
      Atos 12:1-24

  4. Graça e paz!!
    Estava procurando na internet uma explicação sobre o significado das palavras ” brasa vivas” do texto de Romanos 12.20. Encontrei o seu Blog e lendo seu texto sobre o assunto resolvi escrever-lhe agradecendo sua explicação que me trouxe um esclarecimento maior e verdadeiro(Bíblico) do assunto.
    Que Senhor Jesus Cristo guarde sua vida!!
    Att. Raquel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *