Conservando a Fé (Parte II)

Esse post é parte 2 de 4 na série Conservando a Fé

feSe Jesus voltar hoje, neste exato momento.

Achará fé, na sua vida?

Como já vimos muitas são as adversidades encontradas hoje para aqueles que creem em Jesus, e pela fé tornaram-se filhos de Deus.   Ciladas, astutas ciladas, armadilhas internas e externas que exigem do cristão uma postura diária de vigilância e muita oração.

Na caminhada de fé certamente vamos vivenciar situações que levarão nossos princípios a um teste extremo de fidelidade ao Senhor da nossa vida, o que é perfeitamente normal uma vez que estamos no mundo, embora já não pertençamos a ele, daí o motivo das provações.

Por vezes o combate estará tão acirrado que nossa fé parecerá fraca, a ponto de pensarmos que não temos fé diante de uma determinada situação.   Questões práticas e diárias, pequenas pedras que nestes dias arrastam muitos ao abandono da fé.

Certa ocasião, ao observar maratonistas que cruzavam a linha de chegada percebi um fenômeno interessante.   Seus braços estavam manchados por uma substancia que os deixava esbranquiçados como se estivessem sujos.   Ao passar a linha de chegada os corredores eram atendidos por uma equipe médica que verificava sua condição física dando a eles de imediato uma garrafa plástica com um liquido para reposição de suas energias.   Após isto eram instruídos há caminhar um pouco até que seu sistema físico voltasse a estabilidade.

Aproximei-me de um técnico em enfermagem e perguntei:

– Por que os corredores chegam com partes do corpo esbranquiçadas?

Ele respondeu.

– A corrida de maratona é considerada de longa distancia quarenta e dois quilômetros são percorridos pelo atleta, por isto o grau de desgaste físico é extremo, alterando todo funcionamento físico do corpo.   Devido à alta temperatura do corpo e ao funcionamento acelerado de todo organismo físico, existe uma perda excessiva de caloria, neste processo o sal se comporta como um facilitador/equilibrador permitindo que as glândulas possam expelir os líquidos.   No entanto este tipo de corrida leva o atleta ao limite da resistência humana, por este motivo, devido a grande explosão calórica o sal acaba por se solidificar sobre os poros da pele, causando o que você está vendo.

O cristão está em uma maratona, onde a distância a ser percorrida provocará alterações violentas em sua forma de vida na terra; maratona que envolve as promessas descritas na primeira parte deste post, onde o grau de dificuldade aumenta a cada quilometro percorrido, exigindo com isto maior força a ser empregada.

Jesus disse: Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. (Mateus 5.13 RC Ilumina Gold 2009)

Todo maratonista perde sal, uns mais, outros menos, pelo fato de que a maratona exige do corpo um estado extremo de força e consequentemente provoca um grande desgaste físico e mental.   Da mesma forma o cristão pode perder aos poucos sua fé diante das barreiras éticas, morais e sociais a serem enfrentadas, haja vista os confrontos internos e externos o levam a um combate violento, onde a carne milita ferozmente contra o Espírito.   A cada barreira um novo confronto; a cada confronto uma nova exigência; a cada exigência a necessidade de uma resposta que seja fiel ao Senhor Jesus.

Por este motivo Paulo dá um mandamento a Timóteo.

Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia, conservando a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé.(1Timóteo 1. 18-19 RC Ilumina Gold)

É possível conservar a fé e a boa consciência?   Veja o que Paulo diz no texto que antecede o mandamento dado a Timóteo.

Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia. Desviando-se algumas pessoas destas coisas, perderam-se em loquacidade frívola, pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo, todavia, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais fazem ousadas asseverações. .(1Timóteo 1. 5-7 RA Ilumina Gold)

O mandamento dado a Timóteo tem por objetivo fazer com ele não perca sal diante das questões que se levantavam dentro e fora da Igreja, mas que continue militando segundo as promessas feitas em sua vida e admoestando a todos que o fim do mandamento divino é:

  • Um coração puro.
  • A boa consciência para com Deus.
  • Uma fé sem hipocrisia, sem fingimento.

Este é o motivo pelo qual devemos lutar buscando sempre em meio à casa de Deus o refrigério que somente Ele pode nos dar, ouvindo sua Palavra a fim de que nossa fé seja fortalecida a cada batalha que travamos.

Na maratona da fé iremos perder sal, mas graças a Deus, que por meio de seu Filho Jesus nos deu o Espírito Santo a fim de que possamos experimentar do seu amor, conhecendo sua vontade, andando com um coração puro, com boa consciência, para manifestação de uma fé não fingida.

Conservar a fé e a boa consciência é o que Deus nos ordena nestes dias, a final, nossa vida precisa estar repleta de fé salvífica para que naquele dia possamos nos encontrar com o nosso salvador Jesus Cristo.

Mas! Como conservar a fé e a boa consciência?

Continua…

Vando Itamar

sementesdefe

Navegar na Série<< Conservando a Fé!CONSERVANDO A FÉ (PARTE III) >>

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *