A Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte XXVI

Esse post é parte 47 de 60 na série A Vida de Um Homem Depende Dele Até Que Ponto?

palavras_criador_XXX

“Tudo que vai ser dito abaixo está na primeira pessoa e foi  escrito no dia 05/08/2013. Queria esclarecer que sou apenas quem digitou as palavras abaixo, pois as mesmas foram repetidas uma a uma aos meus ouvidos espirituais, por isso deixo claro aqui que as palavras não são minhas, são dAquele me enviou.”

Bom dia para todos!

É, será um bom Dia, o Dia em que Eu agir!

Quero ver como vocês se sairão na hora da prova final, de tudo que estar por vir sobre a terra, de todo sofrimento que muitos de vocês provarão…

Saibam que muitos vão querer estar junto com os Meus Eleitos, com a Minha Igreja verdadeira, A Pura, A Incorruptível, a que não tem Mácula nenhuma, pois é, Ela existe!

Alguns vão me perguntar:

Onde Ela está?

Eu responderei:

Está em cada um de vocês, Meus Eleitos, que não se dobraram a outros deuses, que não se enfeitiçaram com os príncipes deste mundo, que não se deixaram corromper com as riquezas e delícias desse mundo, que fizeram do Meu Filho o Único e Verdadeiro Senhor de vocês.

Verdadeiro sim, Único sim, pois muitos de vocês tem vários senhores, servem ao senhor que melhor lhe convém, mas esquecem da Minha Palavra, onde Eu disse que um homem não pode servir a dois senhores, pois senão amará a um e desprezará ao outro.

Assim são muitos de vocês, dizem que Eu Sou o seu Senhor e Me desprezam pelo primeiro carro novo que querem comprar, pelo primeiro cargo importante que almejam, pelo primeiro marido não cristão que encontrão pela frente, pela primeira mulher cheia das virtudes desse mundo que aparece na frente de vocês.

Servem a tantos senhores que Eu passo a ser agora apenas o mordomo, o que serve e que nunca é servido, o que está obrigado a trabalhar por vocês e nunca tem ao menos a chance de sussurrar o que quer aos seus espíritos pois vocês estão muito preocupados em satisfazer os seus desejos carnais e não conseguem ouvir mais a Minha voz.

Que pena, que tristeza, muitos senhores e nenhum que possa te salvar naquele dia, muitos senhores e nenhum que venha ao teu socorro naquela hora, porém Eu vos digo, os Meus verdadeiros, a Minha Noiva Fiel, que estou recolhendo um a um dos seus templos, com a Minha mão, mostrando-lhes o verdadeiro caminho a seguir, o da Santidade no Senhor, o da separação ao Senhor para esses últimos dias, para esses, para a Minha Noiva, Eu tenho preparado um descanso, enquanto vocês perecem com as coisas que hão de vir sobre vocês…

Continua…

Deseja Adquirir o Livro ou Ebook Desta Série?

Você pode encontrar na Amazon ou no Clube de Autores

Ebook Livro Impresso
No Clube de Autores  capa_ebook
Navegar na Série<< A Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte XXV – VídeoA Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte XXVI – Vídeo >>

Tags , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *