A Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte IV

Esse post é parte 7 de 60 na série A Vida de Um Homem Depende Dele Até Que Ponto?

palavras_criador_XXV

“Tudo que vai ser dito abaixo está na primeira pessoa e foi  escrito no dia 22/07/2013. Queria esclarecer que sou apenas quem digitou as palavras abaixo, pois as mesmas foram repetidas uma a uma aos meus ouvidos espirituais, por isso deixo claro aqui que as palavras não são minhas, são dAquele me enviou.”

Gostaria de dizer que o homem teve a oportunidade de Me conhecer verdadeiramente a partir da vinda do Meu Filho, pois antes ele apenas conhecia uma sombra do que Eu era.

A partir da vinda do Senhor de vocês, vocês puderam contemplar através dEle a Minha Glória e o Meu poder, pois antes podiam apenas vislumbrar o que viria.

Quando um ser humano O faz Senhor e Salvador ele passa a ter uma alternativa fiel da Minha vontade, não mais apenas relances da Minha vontade e sim um caminho verdadeiro e fiel a seguir.

Por esse motivo meu Filho disse que era o Caminho, a Verdade e a Vida e que ninguém viria a Mim senão por Ele.

Entendam que o Caminho a que Ele se referiu era o Seu próprio corpo, em sacrifício vivo oferecido em favor de vocês, a Verdade é porque só depois de estabelecer a comunhão Comigo, através do Caminho é que vocês compreenderiam através do Meu Espírito a Minha vontade para as suas vidas, o Caminho da Verdade a seguir.

A Vida a que Ele se referiu era um aviso ao que Ele faria ao enfrentar Satanás no hades e vencê-lo, pois a partir daí como já falei anteriormente, o meu Espírito vivificante O ressuscitaria e o traria a vida, não só a Ele mas a todos que O seguissem como Senhor e Salvador.

Todos pensaram em um determinado momento, após a Sua morte, que Ele havia fracassado, pois até Seus discípulos se dispersaram, mas fui Eu que quis assim, pois se fosse diferente Lúcifer na sua astúcia não o teria enfrentado, impedindo que o Meu plano se cumprisse em sua totalidade.

Saibam que a cada ai que um ser humano dá em seus sofrimentos a conta daqueles que o fazem sofrer é creditada, como em uma balança, que pende para um lado e para o outro de acordo com o que se põe em cada um de suas bacias.

Isso é para que vocês entendam que o mal que vocês praticam aos outros serve exclusivamente para a condenação de cada um individualmente, pois Satanás e seus enviados já estão condenados.

O caminho que Eu propus ao homem, em comunhão agora com Meu Espírito, era um caminho de paz e harmonia, entre todos, porém mais uma vez, os anjos das trevas levaram o engano a humanidade, misturando e confundindo as coisas que Eu havia revelado, fazendo quase que uma nova rebelião contra Mim, como a que foi feita nos céus e originou a queda de lúcifer e seus enviados.

Aquela primogênita dos santos, a primeira, a escolhida para Ser o meu baluarte de luz para o mundo foi mais de uma vez invadida por ladrões e saqueadores que a fizeram dobrar seus joelhos diante de Lúcifer e seus enviados.

Quando participaram dos seus pecados, conduziram a muitos a perdição e transformaram a Minha bela noiva virgem em uma prostituta que se deitava com qualquer um que lhe oferecesse um pouco mais de poder e glória.

Na sua corrupção levou até ao Meu altar coisas profanas que confundiram a muitos e os fizeram crer que Eu os estava conduzindo através de homens que não conseguiam enxergar sequer o seu próprio caminho.

As bruxarias e feitiçarias postas diante do Meu altar, sim, feitiçarias e bruxarias, pois não eram a Mim que faziam pactos quando faziam as suas promessas, eram a outros deuses, aos caídos, que agora estavam a se misturar no meio deles e a fazerem sinais e prodígios para confundi-los e levá-los cada vez mais ao engano.

Quando Eu disse que não iria mais intervir na vida dos homens no passado, que estava cansado do que Eu havia feito, não imaginava que após fazer o que Eu fiz, enviando meu Filho e deixando o Meu Espírito, os  homens se corromperiam a tal ponto.

Eles agora diziam falar em Meu nome mas falavam em nome daquele que desde o princípio era a besta, a aberração, que tentou usurpar o lugar do Criador e fazer com que todos no céu o adorassem no Meu lugar.

Agora a história se repetia, a cada um que se levantava, pontificado a pontificado, o algoz da humanidade era adorado e idolatrado, como se fosse Deus, o Eterno, porém a sua astúcia não teria fim e faria com que os homens caíssem ainda aos mais profundos abismos, pois como crianças inocentes se desviavam do Caminho que Eu os havia proposto.

Suas mentes entorpecidas pelo engano e seus corações iludidos pelos que os guiavam, os faziam sofrer as enfermidades mandadas pelo maligno que em seguida, ao fazerem seus pactos com aqueles que os enganavam na sua inocência voltavam a ter sua saúde restaurada, pois os que os afligiam recebiam ordem do seu mentor para que se retirassem, parecendo assim que Eu havia agido na vida deles.

Mas o que levou a tantos e ainda leva a serem enganados por aqueles que os deviam guiar para o Caminho da Salvação?

Posso listar aqui a Soberba, a Ganância, a Sede pelo Poder  a falta de comunhão Comigo e outros tantos males que Satanás encontrou no coração desses homens e os fizeram cair.

Observem que até aqui algumas respostas começaram a ser dadas sobre o título que foi  proposto, pois apesar dos homens acharem que estão sobre o controle das suas vidas, na grande maioria das vezes são simples objetos de prazer de Satanás e de seus enviados, que se divertem mais uma vez com os homens, brincando com suas vidas, deturpando o Caminho da Salvação e fazendo com que as pessoas cometam o mesmo pecado que os caídos cometeram na grande rebelião nos céus:

Virarem as costas para o Criador e seguirem a Satanás!

Continua…

Deseja Adquirir o Livro ou Ebook Desta Série?

Você pode encontrar na Amazon ou no Clube de Autores

Ebook Livro Impresso
No Clube de Autores  capa_ebook
Navegar na Série<< A Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte III – VídeoA Vida de Um Homem Depende dele Até que Ponto? Parte IV – Vídeo >>

Tags , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *